Tribunal do Egito decide por novo julgamento de 37 membros da Irmandade Muçulmana

By | 24/01/2015

Um tribunal egípcio ordenou um novo julgamento para 37 membros da Irmandade Muçulmana sentenciados no ano passado à morte e para 115 outros condenados à prisão perpétua, afirmaram fontes judiciais neste sábado.

Os 152 foram condenados inicialmente em março passado durante um julgamento de mais de 500 acusados, com alguns sendo julgados à revelia. Os trabalhos do tribunal duraram apenas alguns dias e foram muito criticados por governos ocidentais e grupos de defesa dos direitos humanos.

Os condenados foram acusados por ataques durante tumultos que surgiram na província de Minya, no sul do Egito, depois da dispersão forçada de dois campos de manifestantes da Irmandade Muçulmana em 14 de agosto no Cairo, quando centenas de pessoas foram mortas.

Ultima Hora