Trabalhadores do setor aéreo suspendem paralisação

By | 23/01/2015

Em assembleia nacional, os aeronautas -comandantes, comissários e copilotos- e os aeroviários -trabalhadores dos aeroportos- decidiram suspender a paralisação diária de uma hora, das 6h às 7h, iniciada na manhã desta quinta-feira (22). As informações são da Agência Brasil.

Segundo a Federação Nacional dos Trabalhadores em Aviação Civil (Fentac), as categorias decidiram suspender temporariamente a greve em razão da retomada das negociações com as empresas aéreas. Uma primeira reunião de conciliação está marcada para as 14h, no Tribunal Superior do Trabalho (TST), em Brasília, entre o Sindicato Nacional das Empresas Aéreas (Snea) e os sindicatos das categorias.

A paralisação de aeronautas e aeroviários no início da manhã desta quinta causou atraso e cancelamento nos voos domésticos. O presidente da Fentac, Sergio Dias, disse, em nota, que os protestos nos aeroportos chamaram a atenção das empresas aéreas e da sociedade para as condições dos profissionais da aviação civil.

 

"Trabalham em jornadas estressantes, más condições de trabalho e com salários sem ganhos reais há anos. A paralisação foi excelente, pois contou com a adesão maciça dos trabalhadores de todos os aeroportos do país. O resultado foi surpreendente em todas as bases da federação", avaliou.

As categorias pedem aumento de 8,5% nos salários e benefícios, melhores condições de trabalho e estabelecimento de piso salarial para os agentes que fazem o check-in, entre outras reivindicações. A proposta do Snea e da Abear (Associação Brasileira das Empresas Aéreas) prevê reajuste de 6,5% nos salários e de 8% em alguns benefícios.

Em nota, a Abear disse que tem intenção de construir um acordo na audiência no TST. "O compromisso das companhias aéreas com o diálogo foi expresso ao longo das negociações, com a apresentação de seguidas propostas que atendem às reivindicações de seus colaboradores", diz o texto.

Ultima Hora