Taxa do cheque especial vai a 200,6% ao ano e é a maior desde 1999

By | 27/01/2015

A taxa média de juros no cheque especial chegou a 200,6% ao ano em dezembro do ano passado, segundo o Banco Central. Esse é o maior percentual desde fevereiro de 1999, quando o juro nessa modalidade estava em 204,3% ao ano.

Durante esse período, o cheque especial chegou a cair a 136,3% ao ano, marca atingida em maio de 2013. Esse foi o menor valor das estatísticas do BC, que começam em julho de 1994 para essa taxa. Naquela época, o juro dessa modalidade atingiu o pico de 294% ao ano.

O BC informou ainda que a taxa média do crédito ao consumo chegou a 43,4% ao ano em dezembro de 2014. Houve ligeira queda em relação ao dado de novembro (44,1% ao ano).

Inadimplência

A inadimplência à pessoa física no crédito com juros definidos livremente pelo mercado recuou de 6,7% para 6,5% entre o fim de 2013 e de 2014. O valor está próximo ao mínimo registrado pelo BC, que foi de 6,3% em março de 2011, início da série histórica para esse dado.

No cheque especial, as dívidas em atraso correspondem a 11,2% dos empréstimos, maior percentual verificado nesse mesmo período.

Negócios