Sobe para 11 número de mortos no ataque a hotel de luxo em Trípoli

By | 28/01/2015

O número de mortos nesta terça-feira (27) na explosão de um veículo e posterior ataque a um hotel de luxo na capital da Líbia aumentou para 11, informou o porta-voz do Departamento de Operações de Segurança líbio, Issam Al Naas. Segundo ele, entre as vítimas, há quatro cidadãos estrangeiros, cinco agentes da polícia e bombeiros e dois terroristas.

Os dois terroristas, que entraram no hotel após a explosão, foram mortos por seguranças que os atingiram com granada de mão, no 24º andar do prédio. Esse andar geralmente é reservado à missão diplomática do Catar, mas nenhum diplomata ou responsável pelo gabinete se encontrava lá no momento do ataque.

O Hotel Corinthia tem sempre elevada proteção, porque nele reside o presidente do governo islâmico de Tripoli, Omar Al Hassim, e lá costumam se hospedar os membros das missões diplomáticas estrangeiras.

Dez pessoas ficaram feridas no ataque, entre as quais policiais e hóspedes do hotel. De acordo com Issam Al Naas, prosseguem as investigações para identificar quem está por trás do ataque. Ele descartou a possibilidade de se tratar de extremistas islâmicos.

O ataque ocorreu às 9h locais (5h em Brasília), quando, segundo Al Naas, explodiu um automóvel com as mesmas características do veículo preparado, que provocou a explosão de 17 de janeiro, em frente à Embaixada da Argélia, fazendo três feridos.

Na Líbia, há atualmente duas estruturas paralelas de governo, em Trípoli e em Tobruk, que competem pelo poder. A crise líbia começou com a queda do regime de Muammar Kadhafi, em outubro de 2011, e desde então o país vive uma espiral de violência.

Internacional