Seis horas depois, médico mantido refém é liberado

By | 31/01/2015

Um médico foi mantido refém por um detento, interno na Penitenciária Industrial Regional do Cariri (Pirc), em Juazeiro do Norte, por aproximadamente seis horas, nesta sexta-feira (30). De acordo com a Polícia, o homem invadiu o consultório do profissional, localizado dentro da unidade, e ameaçou com um cossoco, exigindo transferência. Pouco depois das 20h, o detento se entregou.

Conforme o comandante da Área Integrada de Segurança (AIS) 11, coronel Wellington, a ação teve início por volta das 14h. "Estivemos por quase seis horas negociando com o preso, e conseguimos graças a Deus libertar o médico ileso", afirmou. O interno, identificado como  Francisco Rafael Ferreira Queiroz, natural de Quixadá, foi condenado por dois homicídios. Ele exigia transferência de volta para a unidade da cidade onde nasceu ou para Fortaleza. Ele teria sido levado para a Pirc recentemente, conforme o coronel. 

A Secretaria da Justiça e Cidadania do Estado (Sejus) informou que encaminhou o pai do detento para a unidade prisional, atendendo a uma das reivindicações feitas para liberar o refém. Com a chegada do parente, Francisco Rafael se entregou e libertou o refém. A negociação foi acompanhada pela juíza da comarca de Juazeiro, Ana Linard, e pelo promotor Germano Guimarães.

 

Com informações do colaborador Roberto Crispim 

Ultima Hora