Primeiro-ministro grego forma equipe de governo com apenas 10 ministros

By | 27/01/2015
Yanis Varoufakis, ministro de Finanças da Grécia (Foto: Pantelis Saitas/EFE)

O primeiro-ministro da Grécia, Alexis Tsipras, nomeou seu novo gabinete, que tomará posse na tarde desta terça-feira (27/01)no palácio presidencial, com apenas dez ministros, oito a menos do que na gestão anterior.

Um dos postos chaves será desempenhado pelo deputado e economista Yanis Dragasakis, que assume a vice-presidência econômica do governo e será encarregado de negociar com a troika de credores (Comissão Europeia, Banco Central Europeu e Fundo Monetário Internacional).

Dragasaki supervisionará ainda os trabalhos de todos os ministérios de viés econômico.

O economista grego-australiano Yanis Varufakis, que entre 2004 e 2006 foi assessor do governo de Giorgos Papandreou, assumirá o Ministério das Finanças. Varoufakis tem doutorado em Economia pela Universidade de Essex, no Reino Unido, e lecionou em universidades britânicas, norte-americanas, gregas e australianas. O novo ministro é conhecido por falar abertamente e já criticou a União Europeia e o Fundo Monetário Internacional (FMI) pela forma como eles trataram a crise da Grécia e da zona do euro.

A nomeação dele para um cargo considerado importante, pelo qual representará a Grécia no Eurogrupo, é vista como um sinal de que Tsipras está preparado para duras negociações com a UE e o FMI.

Na semana passada Varoufakis afirmou que o plano econômico do partido Syriza tem quatro pilares: lidar com a dívida do país, planos de reformas, planos de investimentos e lidar com a crise humanitária na Grécia, que é consequência da crise econômica. 

Para o Ministério das Relações Exteriores foi nomeado Nikos Kotzias, que nos anos 90 foi dirigente do Partido Comunista e posteriormente conselheiro de Papandreou, do quem se distanciou após a assinatura do primeiro resgate para a Grécia, em 2010.

O Ministério de Defesa será o único comandado pelo parceiro da coalizão de esquerda Sryza no governo, o partido de direita nacionalista Gregos Independentes. O líder da legenda, Panos Kamenos, foi nomeado para a pasta.

A posse dos ministros será hoje e os novos dirigentes deverão optar se preferem uma cerimônia civil, modelo utilizado por Tsipras ontem, ou religioso, como é tradicional no país

A primeira reunião de gabinete do novo governo será realizada amanhã.

Revista Época Negócios