Presidente do Palmeiras desabafa: ‘Ninguém merecia passar o que a gente passou’

By | 23/01/2015

Até o fim do ano passado, poucos torcedores conseguiam elogiar o trabalho do presidente Paulo Nobre no comando do Palmeiras. Menos de dois meses depois do término do Campeonato Brasileiro, torneio em que o time se salvou do rebaixamento somente na última rodada, o dirigente vive um momento totalmente contrário e parece ter recuperado a credibilidade (ou parte dela) com a torcida. Por isso, o momento é de alívio.

"Na primeira gestão, ninguém merecia passar o que a gente passou. O meu novembro de 2014 não desejo ao meu pior inimigo, mas conseguimos superar tudo isso e agora estamos começando a colher os frutos", disse o presidente, durante entrevista coletiva para anunciar a Crefisa como nova patrocinadora master da camisa do Palmeiras.

Apesar do discurso, em tom de desabafo, o dirigente parece estar ciente de que ainda precisa caminhar mais alguns passos para ter a segurança de que tudo está dando certo. Se hoje, ele é respeitado e celebrado pelos torcedores, no futuro, não muito distante, isso pode mudar. Por isso, ele trabalha para manter o equilíbrio.

"Você não pode se emocionar no elogio e nem se abater na crítica. Não pode perder nunca o foco e o norte de onde quer chegar. Com coerência, se você não perder o foco, no fim da linha todos estarão felizes", completou o presidente.

O Palmeiras acertou com a Crefisa um acordo válido por duas temporadas de aproximadamente R$ 23 milhões por ano. Além disso, o clube já contratou 16 jogadores para a temporada e ainda espera o volante Arouca se desligar do Santos.

A equipe estreia no Campeonato Paulista no dia 31, contra o Audax, no Allianz Parque, mas antes disputa um amistoso contra o Red Bull Brasil, também em seu estádio, neste domingo, às 19 horas.

Ultima Hora