Portabilidade já soma 461,2 mil trocas de operadoras no CE

By | 23/01/2015

Seja por insatisfação com o serviço prestado pelas operadoras, seja na busca por um pacote que alie dados e voz a um preço mais em conta, os cearenses já somam 461,29 mil portabilidades realizadas desde 2012, quando o serviço ficou disponível no Estado. Mais de 68,16 mil migrações entre operadoras de telefonia sem alteração do número foram registradas no Ceará de janeiro a dezembro de 2014.

Conforme a ABR Telecom – empresa responsável por contabilizar os números da portabilidade no Brasil -, deste total apontado para o Estado, 37,20 mil (55%) foram feitas na telefonia fixa e 31 mil (45,42%) na móvel.

Um ano antes, em 2013, o balanço fechou com aproximadamente 35,25 mil (57%) demandadas por assinantes de telefones fixos e 27,11 mil (43%) por usuários de telefones móveis. Somente no quarto trimestre do ano passado, o relatório da ABR Telecom aponta que, no Estado, foram efetivadas 18,29 mil trocas entre operadoras de telefonia, das quais, 10,49 mil (57%) eram fixas e 7,8 mil (43%) móveis.

A parcela de migrações entre telefonias fixa e móvel no Ceará é quase a mesma ao longo dos últimos seis anos, tempo de início do serviço de portabilidade numérica no Brasil. De lá para cá, as alterações em telefones fixos foram 237,23 mil (51%) e nos móveis 224,06 mil (49%).

No Brasil

Em todo o território nacional, mais de quatro milhões de portabilidades foram realizadas durante todo o ano passado. Diferente do Ceará, no Brasil, a maioria das migrações são feitas por usuários de telefones móveis, que somam 2,28 milhões (55%). Já os números fixos 1,87 milhão (45%) de migrações.

Já durante o quarto trimestre, o País registrou 1,09 milhão de mudanças, sendo 460,73 mil de telefone fixo (42%) e 630,87 mil (58%) de serviço móvel. Desde setembro de 2008, quando o serviço começou a ser realizado, 26,26 milhões de demandas do tipo foram atendidas.

Conquista do usuário

Procuradas para saber como mantém os usuários que já possuem e atraem os da concorrência, as operadoras destacaram diferenciais. A Oi informou que "disponibiliza diversas opções de ofertas no pós-pago, com o diferencial da convergência na internet móvel". A Vivo destacou o programa que oferece benefícios aos clientes (atendimento agendado em lojas, descontos em espetáculos, entre outras), chamado Vivo Valoriza. Já a Claro ressaltou o caráter inovador e a oferta de "soluções para todos os perfis". Até o fim desta edição, a TIM não respondeu.

Praticidade

Vantagem é manter o mesmo número de antes

Minha internet passou três meses sem funcionar. Tentei entrar em contato com a operadora e não consegui. Posteriormente, meu telefone fixo, da mesma empresa, passou a não mais funcionar. Baseado no insucesso com a internet e a exemplo de outras pessoas na mesma situação, fechei contrato e fiz a portabilidade. A vantagem da portabilidade é conseguir manter o mesmo contato de anos atrás e continuar comunicável com as pessoas.

Socorro Rodrigues
Servidora pública

Fique por dentro

Como fazer para realizar a mudança

Para solicitar a portabilidade, o usuário deve procurar a prestadora para a qual deseja migrar e informar seus dados pessoais, telefone e prestadora atual. Confirmados os dados, a nova operadora agendará a habilitação do serviço e fornecerá o número de protocolo do pedido. Para os usuários de celulares pré-pagos, se houver divergência cadastral e não houver registro de bloqueio por roubo, a atualização deve ser presencial.

Negócios