Os setores mais amados e mais odiados pelos brasileiros

By | 27/01/2015
Energia; funcionário (Foto: Getty Images)

Uma pesquisa feita com mais de 5 mil brasileiros descobriu em quais setores os funcionários estão mais satisfeitos com suas empresas. Os entrevistados tiveram que responder se indicariam ou não o lugar em que trabalham para amigos e quais aspectos da companhia mais e menos lhes agradavam. 

O levantamento foi feito pelo Love Mondays, um site através do qual é possível ver salários e avaliações de pessoas que já passaram por companhias específicas. O resultado foi divulgado nesta segunda-feira (26/01) com exclusividade para Época NEGÓCIOS. 

Dos 16 setores considerados na pesquisa, os que tiveram o maior porcentual de funcionários que recomendariam seu local de trabalho a colegas foram energia (79%), bens de consumo (78%), construção e engenharia (77%) e farmacêutica e saúde (77%). Para os trabalhadores dessas áreas, os aspectos profissionais que eles mais gostaram em 2014 foram aprendizado, progresso na carreira, benefícios, bom ambiente e segurança no trabalho.

“O salário só foi destacado pelos profissionais da área de energia. Isto demonstra que as pessoas estão valorizando cada vez mais empresas preocupadas com a qualificação, pacote de benefícios, um plano de carreira e, acima de tudo, um ambiente de trabalho agradável”, afirmou em nota Luciana Caletti, CEO da Love Mondays.

Já os setores onde as empresas seriam menos recomendadas pelos seus funcionários como um bom local para se trabalhar foram mídia e comunicação (56%); viagens, turismo e lazer (63%); governo, ONGs e associações (65%) e varejo (67%). Os aspectos mais problemáticos apontados pelos profissionais foram salário, liderança e gerentes fracos, falta de meritocracia e plano de carreira ruim ou inexistente. 

“Aspectos ligados à gestão da empresa e à progressão na carreira têm uma influência direta na satisfação do funcionário. As empresas desses setores precisam ficar atentas a esses apontamentos e investir na criação de planos de carreira e na formação de líderes que fomentem a meritocracia e o desenvolvimento do funcionário”, diz Luciana.

Confira a lista completa: 

Setor % de funcionários que recomendariam empresa a amigos
Energia 79%
Bens de consumo 78%
Construção e engenharia 77%
Farmacêutica e saúde 77%
Agropecuária 75%
TI  e Telecom 72%
Educação 72%
Manufatura industrial 71%
Consultoria e contabilidade 69%
Transportes e logística 69%
Serviços ao consumidor 68%
Serviços financeiros 68%
Varejo 67%
Governo, ONG e associações 65%
Viagens, turismo e lazer 63%
Mídia e comunicação 56%

 

Revista Época Negócios