Morre Carl Djerassi, um dos ‘pais’ da pílula anticoncepcional

By | 31/01/2015
Carl Djerassi (Foto: Wikimedia Commons)

O químico austríaco-americano Carl Djerassi, um dos "pais" da pílula anticoncepcional, morreu na noite de sexta-feira, vítima de um câncer, na cidade de San Francisco, nos Estados Unidos.

"É uma perda horrível", disse o diretor do museu Albertina de Viena, Albrecht Schröder, ao informar sobre o falecimento de Djerassi à agência austríaca "APA".

Nascido em 29 de outubro de 1929 em uma família judia de Viena, Djerassi foi professor universitário, romancista, dramaturgo, poeta e empresário. Como muitos outros judeus, teve que fugir em 1938 do regime nazista. Migrou um ano depois para os EUA, onde aos 21 anos se formou em química orgânica.

Sem imaginar o sucesso que a pílula faria no futuro, o cientista desenvolveu em 1951, junto com o mexicano Luis Miramontes e o húngaro-mexicano Luis Rosenkranz, a "progestina 19-noretisterona", uma substância mais resistente que o hormônio natural.

Essa foi a base para a pílula anticoncepcional, que começou a ser vendida nos EUA em 1957.

Revista Época Negócios