Menor valor da gasolina se eleva para R$ 3,35

By | 10/02/2015

Abastecer o carro se transformou em um exercício atento de observação de preços, na busca de encontrar os postos de gasolinas que ainda não repassaram, na totalidade, os aumentos para os combustíveis. Ainda assim, essa não é uma tarefa fácil, já que, em uma pesquisa em 12 postos de gasolina em Fortaleza foi possível perceber que a maioria tem adotado valores bem próximos do preço máximo da gasolina na Capital, segundo a última síntese dos preços praticados, realizada pela Agência Nacional de Petróleo, Gás e Biocombustíveis (ANP), que foi R$ 3,399.

Dentre os postos pesquisados na tarde ontem, a maior variação foi em dois estabelecimentos no Joaquim Távora, onde a gasolina subiu R$ 0,22 em uma semana, atingindo o valor de R$ 3,350 – valor que, apesar de representar o maior aumento, foi o preço mínimo encontrado para o combustível. Em seis postos pesquisados, a gasolina estava sendo vendida por R$ 3,39.

Pesquisa de preços

A nutricionista Andréa Mota, 30, até tenta traçar estratégias para fugir dos preços altos, busca que, segundo ela, não tem trazido tantos resultados. "Não vejo muita diferença entre os postos, às vezes procuro em outros, mas vejo que são até mais caros, por isso prefiro abastecer sempre no mesmo", justifica, lembrando que o aumento semanal do combustível dificulta qualquer planejamento financeiro.

Essa dificuldade também é sentida pela gerente financeira Katiana Braga, 33. "Os aumentos estão sendo quase diários. Antes, eu abastecia em qualquer posto, mas agora, vou sempre no mesmo, para ver se consigo alguma promoção", conta.

Segundo o presidente do Sindicato dos Proprietários de Postos de Combustíveis do Ceará (Sindipostos-CE), Vilanildo Gadelha, essa alta percebida pelos consumidores pode ser explicada pelo repasse de impostos, que alguns donos de estabelecimentos ainda não haviam feito na totalidade dos custos. "Eles vão aumentando de acordo com os estoques. Alguns deles poderiam estar com estoque antigo e fizeram a renovação", explica.

Valor maior que de janeiro

De acordo com o levantamento da ANP, realizado entre os dias 2 e 7 de fevereiro, o preço médio da gasolina de Fortaleza foi de R$ 3,248 no período, 3% mais caro do que o valor de janeiro, estabelecido em R$ 3,123. A coleta de preços da agência foi realizada em 73 postos da Capital. O valor de R$ 3,399 foi encontrado em cinco postos, enquanto o preço mais baixo, R$ 3,070, foi encontrado em apenas um posto, na Parangaba.

Entre os municípios cearenses pesquisados pela ANP, a gasolina mais cara foi a de Canindé, vendida a R$ 3,465, enquanto a mais barata foi a de Iguatu, cujo valor era R$ 3,080. Na comparação com os outros Estados do Nordeste, a gasolina cearense foi a quinta mais cara, com o preço de 3,251, ficando atrás da Bahia (R$ 3,470), Maranhão (R$ 3,379), Rio Grande do Norte (R$ 3,273) e Alagoas (R$ 3,272).

A gasolina da região Nordeste foi a terceira mais cara do País, com R$ 3,297, segundo os dados da ANP, atrás dos preços praticados na região Norte (R$ 3,417) e no Centro Oeste (R$ 3,413).

Outros Estados

Na comparação entre todos os Estados, a gasolina do Acre foi a mais cara, com preço médio de R$ 3,624 e valor máximo de R$ 4,080. Já a gasolina vendida na Paraíba foi que apresentou preço médio mais baixo, R$ 3,089, seguida de São Paulo, onde o preço médio encontrado pela ANP foi de R$ 3,100.

f

Negócios