Mantega não voltará a dar aulas na FGV no 1º semestre de 2015

By | 29/01/2015
Guido Mantega participa do Fórum Econômico Mundial (Foto: Agência EFE)

Após deixar a Fazenda, o ex-ministro Guido Mantega não voltará a dar aulas na Fundação Getúlio Vagas (FGV), da qual é professor de economia desde 1990, pelo menos no primeiro semestre deste ano. A informação foi confirmada à Agência Estado pela assessoria de imprensa da entidade.

A FGV informou também que Mantega foi transferido da Escola de Administração de Empresas de São Paulo (EASP-FGV), da qual era membro antes se afastar para assumir cargo no governo federal, para a Escola de Economia de São Paulo (EESP-FGV). A assessoria não soube informar qual atividade ele vai exercer no período.

Banco do Brics
Desde que deixou o governo, especula-se que a presidente Dilma Rousseff indicará Mantega para presidir o conselho do banco do Brics. Pelas regras do acordo de criação firmado no ano passado, o Brasil terá direito a indicar o primeiro presidente do Conselho, enquanto a Índia indicará o presidente do banco. Já a sede da entidade será em Xangai, na China.

Atualmente, Mantega ainda preside o Conselho de Administração da Petrobras, que deverá passar por reformulações em breve. Desde que deixou o Ministério da Fazenda, no fim de 2014, para ser substituído por Joaquim Levy, ele ainda não apareceu em eventos públicos.

Revista Época Negócios