Lojas oferecem até 70% de desconto em móveis

By | 22/01/2015

Se início de ano significa liquidação no comércio varejista, nas lojas de decoração e móveis não é diferente. O período é favorável para renovar a casa e apostar em novidades desembolsando muito menos. Em Fortaleza, lojas de renome local e nacional oferecem produtos com até 70% de desconto e facilidade na hora do pagamento.

Na tradicional Jacaúna Decorações, a maior procura é por estofado e sala de jantar. A loja tem produtos com até 60% de desconto à vista, sendo a maioria deles com 40% e negociações para parcelamento em até 10 prestações.

De acordo com a gerente de marketing da Jacaúna, Iorrana Aguiar, estofado e sala de jantar estão entre os itens mais procurados pelos consumidores. Quem tem interesse em comprar um sofá, por exemplo, pode desembolsar a partir de R$ 1.900, durante a liquidação. "Dependendo do tecido o valor pode mudar. Temos toda uma gama de cores e o cliente pode padronizar a peça", comenta.

Artigos

Até o dia 15 de fevereiro, mais de sete mil produtos têm preços diferenciados, com até 70% de abatimento na Etna. São móveis, objetos de decoração, iluminação, tapetes, cortinas, utilidades domésticas e cama, mesa e banho. Para o quarto, há itens como armário deslizante, que sai de R$ 2.999,90 por R$ 1.499,90, ou o criado mudo, vendido a R$ 99,90; durante o período de promoção. Na loja física, a forma de pagamento é à vista ou em dez vezes, sem juros.

Tendências

Dentre os itens que estão em alta, Iorrana destaca o buffet, móvel apropriado para sala de jantar, com a finalidade de guardar faqueiros e outros itens de mesa. "Voltaram com força trazendo design brasileiro e uma pegada dos anos 60", diz.

Na Tok&Stok ,uma cadeira design de cor amarela, bastante requisitada atualmente, estará disponível com preço 30% mais baixo (R$ 699,50 por R$ 489,65 à vista ou em 5x de R$ 97,93). A liquidação na loja começa no dia 30 de janeiro e se estende até 1º de março, com móveis e acessórios com até 70% de desconto.

Comportamento

As pessoas estão aprendendo a combinar menos e harmonizar mais, observa a gerente de marketing da Jacaúna. Outra mudança verificada por ela é a frequência de consumidores mais novos nas lojas, o que antes acontecia somente na companhia dos pais.

"Eles estão deixando de morar com os pais cedo. Não existe mais o fato de sair de casa somente quando casam. Por isso, a procura de jovens por móveis de casa tem aumentado consideravelmente", comemora.

Ana Beatriz Sugette
Especial para Economia

Negócios