Kerry defende prazo de 31 de março para fechar acordo nuclear com Irã

By | 08/02/2015

O secretário de Estado americano, John Kerry, excluiu neste domingo (8) qualquer extensão das negociações sobre o programa nuclear iraniano para além do prazo de 31 de março, a menos que os contornos de um acordo sejam estabelecidos neste período.

"A única chance que vejo de prorrogação, nesta fase, seria que nós realmente dispuséssemos das linhas gerais de um acordo", declarou Kerry durante entrevista ao canal de TV NBC.

Nesse caso, "vamos estender os prazos, porque precisaremos completar as lacunas, que são mais detalhadas", prosseguiu.

"Ou eles adotam as decisões que provam que seu programa é pacífico ou, se isso não for possível, poderemos ouvir uma história que nenhum de nós quer", acrescentou, dirigindo-se diretamente ao Irã.

Os Estados Unidos exigem que o Irã reduza as suas capacidades nucleares para evitar que possa dispor um dia da bomba atômica.

Teerã, que nega qualquer natureza militar do seu programa, defende seu direito à energia nuclear civil e solicita o levantamento completo das sanções econômicas ocidentais.

Neste domingo, o líder supremo do Irã, aiatolá Ali Khamenei, disse apoiar "firmemente" um acordo nuclear com os países do grupo de negociação.

"Sou a favor da continuação das negociações e de alcançarmos um bom acordo. Definitivamente, a nação iraniana não irá se opor a nenhum acordo que mantenha sua dignidade", declarou Khamenei, por meio da agência oficial IRNA.

As negociações foram retomadas em novembro de 2013, com base em um acordo provisório de congelamento de certas atividades sensíveis do Irã em troca de um levantamento parcial das sanções que afetam a economia iraniana.

Kerry se reuniu na manhã deste domingo, pela segunda vez em Munique, com seu colega iraniano Mohammad Javad Zarif para discussões sobre o programa nuclear de Teerã.

Esta reunião ocorreu à margem da conferência internacional de segurança realizada na cidade, enquanto o grupo 5+1 (Estados Unidos, China, França, Reino Unido, Rússia e Alemanha) tenta concluir com o Irã o acordo político sobre o seu programa nuclear.

Poucos detalhes surgiram sobre essas negociações, mas ambos os lados esperam chegar a um acordo político antes de 31 de março, para concluir um acordo global final incluindo todos os aspectos técnicos até 1º de julho.

Ultima Hora