Itamaraty lamenta atentados

By | 16/02/2015

Brasília. O Ministério das Relações Exteriores emitiu, na tarde de hoje, nota em que condena "com veemência" o atentado ocorrido neste domingo (15), em um terminal de ônibus na cidade de Damaturu, no nordeste da Nigéria, que matou pelo menos 13 pessoas e deixou mais de 30 feridos. "O terrorismo e o recurso à violência política são atos que o Governo e povo brasileiro repudiam de forma categórica. O Governo brasileiro estende sua solidariedade ao Governo da Nigéria e às famílias das vítimas", apontou o Itamaraty.

A autora do ataque seria uma mulher adolescente, que conseguiu passar pela segurança na entrada da estação e detonou os explosivos por volta das 13h (horário local) de ontem. Nenhum grupo assumiu a responsabilidade pelo ataque, mas o evento se encaixa no padrão de violência usado pelo Boko Haram, grupo extremista islâmico que atua no país e que causou a morte de cerca de 10 mil pessoas no ano passado.

Atentado

Ainda na tarde de hoje, o Itamaraty se solidarizou com as vítimas dos dois atentados em Copenhague, na Dinamarca, no último sábado (14), e repudiou o assassinato de 21 egípcios pelo Estado Islâmico (EI). No primeiro incidente, um homem abriu fogo em um debate chamado "Arte, blasfêmia e liberdade de expressão" em um centro cultural de Copenhague, vitimando duas pessoas. "Tais atos representam inaceitáveis ataques à liberdade de expressão e à tolerância religiosa", lamentou o Itamaraty.

Ontem, o EI divulgou um vídeo que mostra a decapitação dos cristãos egípcios que foram sequestrados na cidade de Sirte, no Norte da Líbia. "A intolerância religiosa e o recurso à violência política merecem o mais veemente repúdio do Governo e do povo brasileiro", destacou em nota.  "O Governo brasileiro estende às famílias das vítimas e ao povo e Governo da República Árabe do Egito suas condolências e sua solidariedade".

Internacional