Grécia tem uma semana para pedir prorrogação de plano de resgate

By | 16/02/2015

São Paulo. Com o objetivo de chegar a uma solução para as demandas da Grécia, como o fim das políticas de austeridade, a reunião de ministros das Finanças da zona do euro terminou nesta segunda-feira (16) sem acordo. Os representantes da Eurozona, porém, deram mais uma semana para o governo grego solicitar a prorrogação do programa de resgate. 

O presidente do Eurogrupo, Jeroen Dijsselbloem, disse em entrevista coletiva que considera “muito claro que o próximo passo deve vir das autoridades gregas (…) e, em vista do calendário, podemos usar esta semana. Mas é mais ou menos tudo o possível". Porém Atenas não fez o pedido para esta prorrogação no encontro dedicado ao país, interrompido após a recusa grega de fechar o acordo.

Durante a reunião, Atenas considerou "absurda" e "inaceitável" uma proposta de declaração apresentada pelo presidente do Eurogrupo, prontamente rejeitada pelos gregos, que consistia no aceite da Grécia em aplicar o plano de resgate.

Os 19 ministros das Finanças da zona do euro se reuniram em Bruxelas, na Bélgica, para costurar um acordo para depois de 28 de fevereiro, quando se conclui o plano de resgate da União Europeia.

O novo governo grego, de esquerda radical, vencedor das eleições de 25 de janeiro, pede a parceiros da Grécia mais tempo para preparar seu próprio plano de reformas e um acordo ‘ponte’ que torne possível que os próprios gregos encontrem maneiras de se financiar. 

Internacional