Governo discute bases de seguro- desemprego

By | 28/01/2015

São Paulo. Técnicos designados pelas centrais sindicais e pelos Ministérios do Planejamento, Fazenda, Trabalho e Previdência acertaram, em reunião na semana passada, um ajuste na base de dados e nos critérios de cálculos de pelo menos dois itens: seguro-desemprego e abono salarial. O objetivo é convergir para uma maior proximidade entre os cenários traçados pelas centrais e pelo governo e que permita algum acordo sobre as Medidas Provisórias 664 e 665, que tratam de alterações em alguns benefícios trabalhistas. Os sindicalistas querem a retirada das MPs e farão um protesto hoje em todo País.

Já o governo propôs, em reunião no último dia 19 com a presença de quatro ministros, a criação do grupo técnico para que as medidas possam ser explicadas para os sindicatos. Um segundo encontro deve ocorrer após a reunião já agendada entre a equipe da presidente Dilma Rousseff e sindicalistas no próximo dia 3.

MTE e Secretaria Geral

Fontes próximas do Ministério do Trabalho e da Secretaria Geral da Presidência informaram que os titulares das pastas, Manoel Dias e Miguel Rossetto, negociam mudanças nas restrições impostas pelo governo para o pagamento dos benefícios. A avaliação é que o governo terá que ceder e fazer ajustes nas mudanças para que elas sejam aprovadas no Congresso Nacional.

Negócios