França divulga campanha para desencorajar potenciais jihadistas

By | 28/01/2015
A França divulgou nesta quarta-feira (28) um vídeo curto e um site de Internet concebidos para desencorajar jihadistas em potencial a se unirem a grupos islâmicos atuantes na Síria e no Iraque, onde recrutadores vêm atraindo centenas de ocidentais usando clipes bem produzidos e mídias sociais.
 
Na montagem de dois minutos de ritmo intenso, um recrutador não identificado aborda um jihadista em potencial no Facebook ao notar seu interesse no conflito sírio e pergunta se ele gostaria de se juntar a amigos que lutam "lá". Em seguida, o vídeo mostra uma série de mensagens de recrutamento de jihadistas superpostos a imagens de militantes islâmicos comemorando, e que logo são negados por declarações sobre a "realidade" diante de filmagens de execuções, crucificações, crianças sofrendo e mulheres chorando.
 
"Eles dizem a você: ‘sacrifique-se ao nosso lado e estará defendendo uma causa nobre’. Na verdade, você descobrirá o inferno na terra e morrerá sozinho, longe de casa", afirmam as mensagens. O vídeo foi publicado num novo site (www.stop-djihadisme.gouv.fr) com informações para pais temerosos de que seus filhos se unam aos combates e inclui um número de telefone para que liguem gratuitamente e falem com especialistas em doutrinação.
 
Financiada pelo governo, a iniciativa se segue a medidas semelhantes adotadas nos Estados Unidos, inclusive um vídeo e o perfil de Twitter #ThinkAgainTurnAway (Pense Bem e Volte Atrás), que tem mais de 2.000 seguidores e publica relatos contra o Estado Islâmico com frequência.
 
O governo francês estima que cerca de 1.200 pessoas estão envolvidas com círculos jihadistas e que várias centenas foram à Síria e ao Iraque, mais do que qualquer país ocidental.

Internacional