Feirão de usados vai ofertar 1.000 veículos

By | 23/01/2015

O mercado de veículos usados no Ceará vivencia um momento de expansão, tendo registrado um crescimento de 13,5%, nas vendas, no comparativo entre os anos de 2013 e 2014. A expectativa pare este ano, segundo o Sindicato dos Revendedores de Veículos Automotores do Estado do Ceará (Sindivel), é de alta de 5% nas comercializações, frente ao acumulado do ano anterior.

Dentro desse cenário de aquecimento nas comercializações, acontece de hoje até o próximo domingo (25), das 8h às 18h, um feirão de carros seminovos. A perspectiva é vender, pelo menos, 350 veículos do total de 1.000 unidades que estarão disponibilizadas, no estacionamento da Arena Castelão.

De acordo com o organizador do evento e vice-presidente do Sindivel, José Everton, são esperadas cerca de dez mil pessoas durante os três dias do feirão. Na ocasião, caros de 30 lojas estarão à venda, todos eles com garantia e tendo sido previamente examinados por profissionais. A maioria das unidades, segundo Everton, tem apenas dois anos de uso. Os preços irão variar de R$ 15 mil a R$ 200 mil, contemplando diversas marcas.

Diversidade de ofertas

"O grande atrativo para o consumidor são os preços baixos. O outro ponto é a grande diversidade de oferta de veículos que o consumidor vai ter. Ele vai poder encontrar, em um só local, dezenas de opções para ele avaliar, dentro daquela faixa de preço que ele procura", afirma. O organizador também destaca que o feirão oferece grandes chances do cliente barganhar preços e, assim, adquirir veículos mais em conta.

Até 48 meses

Os carros do feirão vão ser comercializados com prazos de financiamento de até 48 meses, mas o organizador recomenda que o comprador analise o tempo que deseja passar com o carro adquirido, antes de aderir ao prazo máximo. Para evitar passar mais tempo pagando, do que utilizando o veículo.

19,1 mil por mês

O vice-presidente do Sindivel ressalta que em 2014, foram comercializados uma média de 19.100 veículos usados por mês, no Ceará, totalizando cerca de 230 mil unidades no ano, entre automóveis e comerciais leves. "Nós estimamos crescer em torno de 5% neste ano. No ano passado já foi muito bom e esses 5% já são de bom tamanho, em comparação com o resultado de 2014", avalia.

Everton também estima que para cada veículo novo vendido no Ceará, quatro seminovos foram comercializados no ano passado. Neste mês de janeiro, as vendas de veículos usados seguem aquecidas.

"É um mês sempre muito bom para seminovos", afirma, acrescentando que "as montadoras dão férias nos meses de dezembro e janeiro, e os novos carros só costumam chegar às lojas em fevereiro", o que acaba favorecendo o comércio de usados.

Preços atraem

Na opinião do representante do sindicato, os valores mais baixos dos carros usados ainda são o grande fator que alavancam as vendas, ressaltando que o preços de um veículo costuma se depreciar em torno de 20% no primeiro ano de uso. "Há pessoas que preferem comprar um seminovo com alguns adicionais a mais e com motores novos do que um novo", defende.

Negócios