Fabricação de ovos deve gerar 26 mil vagas temporárias

By | 25/01/2015

Já foi dada a largada para a temporada de fabricação de ovos de Páscoa e chocolates para o período. Diferente de anos anteriores, a expectativa da Associação Brasileira da Indústria de Chocolates, Cacau, Amendoim, Balas e Derivados (Abicab) é de um desempenho estável em 2015. O setor projeta a geração de 26 mil vagas de trabalho temporário, duas mil a mais que no igual período do ano passado.

As vagas são para produção, promoção e venda de produtos, sendo elas contabilizadas desde o outubro de 2014 a março de 2015. A maioria das oportunidades está ligada ao trabalho dentro das lojas. "O mercado está bastante estável. Assim sendo, a nossa indústria não foge dessa regra. O aumento do número de contratados também está relacionado à abertura de novas lojas e muitas dessas pessoas são promotoras de vendas", afirma o vice-presidente de Chocolate da ABICAB, Ubiracy Fonseca.

De acordo ainda com Ubiracy, aproximadamente 15% das pessoas que trabalham temporariamente no setor são efetivadas pelas empresas. O perfil desse tipo de trabalhador, em sua maioria, é de pessoas que já atuaram da mesma maneira em anos anteriores.

Chocolates finos

Além das grandes fábricas, em Fortaleza, produções artesanais também pretendem gerar oportunidades temporárias durante o período em que antecede a Páscoa. É o caso da cearense Sucré Patisserie, comandada pela chef Lia Quinderé. A empresa vai abrir 15 vagas para fabricação dos produtos e nove postos de vendedores espalhados nas três lojas da cidade.

A Sucré estima um crescimento de 20% nas vendas durante o período da Páscoa neste ano. Para a empresária, a previsão não é otimista e sim, realista. "Estamos com uma loja a mais e precisamos estimar um crescimento. Uma alta mais positiva seria de 30%", afirma.

Sobre os valores, a marca cearense não tem planos de elevar os preços dos produtos, mas sim de focar na qualidade. "Trabalhamos com chocolate importado e valorizamos os melhores nacionais, fazendo uma mistura. O que será diferente neste ano são os preços acessíveis mas produtos de excelente qualidade. Não vamos modificar os valores em relação ao ano passado porque conseguimos uma negociação muito boa com a empresa que fornece o chocolate", adianta a empresária.

No Brasil

Na Cacau Show, mais de 3,5 mil vagas temporárias para a Páscoa 2015 foram anunciadas em todo o território nacional. As contratações acontecem entre os meses de janeiro e março, e as oportunidades estão distribuídas entre as mais de 1.780 lojas da rede. A fábrica da marca contratou 433 novos colaboradores para atender os períodos de Natal e Páscoa. O número é 37% acima do normal na empresa.

Os interessados em trabalhar para a Cacau Show devem apresentar o currículo nas lojas mais próximas de suas residências, ter 18 anos ou mais, possuir segundo grau completo e experiência em vendas. O processo seletivo foi iniciado em julho, e todos os aprovados foram contratados na modalidade CLT. A Nestlé não entrou em detalhes, mas anunciou a abertura de seis mil postos em todo o Brasil.

Ana Beatriz Sugette
Especial para Negócios

Negócios