Ex-funcionário da “Fox News” comete suicídio em frente ao prédio da empresa

By | 27/01/2015
Prédio da News Corporation, em Nova York (Foto: Wikimedia Commons)

Um ex-funcionário da "Fox News" se suicidou em frente ao edifício da News Corporation em Nova York, que além de ser a sede da 20th Century Fox também há empresas como Dow Jones e o jornal "Wall Street Journal".

Fontes da polícia disseram à Agência Efe que o homem, de 41 anos, foi encontrado antes das 9h em frente ao edifício, no centro de Manhattan, com um ferimento de tiro em peito, uma pistola e uma nota de suicídio.

O "Wall Street Journal" também conta que a vítima se chama Phillip Perea, um ex-funcionário da emissora "Fox News" em Austin (Texas), que momentos antes de se suicidar distribuiu bilhetes com críticas a seu chefe por ter "acabado com sua carreira".

Em seu perfil no Twitter, Perea postou diversas mensagens contra o "assédio" laboral que supostamente sofria na emissora de televisão, além de uma foto com "todo o dinheiro" que ainda tinha em seu nome, "104 dólares".

A vítima tinha um canal no YouTube com uma série de vídeos chamados "Intimidação americana no ambiente de trabalho: Como a 'Fox News' acabou com a minha carreira", nos quais explicava os problemas pelos quais tinha passado em seu local de trabalho.

O homem foi levado imediatamente ao hospital Bellevue, onde sua morte foi confirmada.

O edifício é propriedade do magnata Rupert Murdoch e fica no centro de Nova York, em frente ao emblemático Rockefeller Center e a poucos minutos da Times Square. 

Revista Época Negócios