Egídio Serpa

By | 25/01/2015

Municípios exportadores

Informação interessante: de janeiro a junho de 2014, o município de Fortaleza liderou a balança comercial do Ceará. As exportações de mercadorias produzidas em Fortaleza alcançaram, no 1º semestre do ano passado, US$ 373,4 milhões. Quem foi o segundo colocado? De acordo com a Adece, foi o município de Cascavel, que exportou em mercadorias o equivalente a U$ 97,1 milhões. Em 3º, Sobral, com US$ 95,1 milhões; em 4º, Maracanaú, com vendas que equivaleram a US$ 38,2 milhões; em 5º lugar, quem diria, Uruburetama, com U$ 31,6 milhões; em 6º, Icapuí, cujas exportações chegaram a US$ 23,6milhões; em 7º, Eusébio, com U$ 19 milhões; em 8º, Paraipaba, com US$ 12,1 milhões; em 9º, Itarema com U$ 11,8 milhões; e em 10º, Horizonte, com vendas de US$ 11,1 milhões. Falta agora o segundo semestre.

Exportação

Ainda sobre exportações: no boletim da Adece, que tem como fonte o MDIC, as exportações de calçados recuaram 1,6% em 2014 – foram US$ 319 milhões contra US$ 325 milhões em 2013. A exportação de frutas também recuou 2,2% – foram US$ 117 milhões em 2014 contra US$ 114 milhões no ano passado. O mel de abelha subiu 38,4%.

Abrafruta

Quarta-feira, 28, na sede da Confederação Nacional da Agricultura, a Associação Brasileira dos Produtores Exportadores de Frutas (Abrafruta) celebrará contrato com a Apex no valor de R$ 9 milhões, que serão destinados à promoção internacional das frutas brasileiras. A ministra da Agricultura, Kátia Abreu, confirmou sua presença.

Convenção

Um grupo de produtores cearenses de flores e plantas ornamentais – em parceria com a Federação da Agricultura do Ceará (Faec) – está trabalhando no sentido de promover a Convenção Trabalhista do setor da floricultura. Essa convenção estabelecerá as condições e as regras das relações entre empregados e empregadores, como manda a Lei. Para Gilson Gondim, presidente da Floresce – Associação dos Produtores de Flores e Plantas Ornamentais do Ceará – a convenção será celebrada dentro de três meses.

Diante do quadro pintado pela Funceme, segundo o qual 2015 será mais um ano de poucas chuvas, a conclusão das obras do Projeto São Francisco (foto) é vital para o Ceará e seu povo.

Câmbio

A partir de fevereiro, o BCE – Banco Central Europeu – injetará 60 bilhões de euros no mercado daquele continente – tudo para atiçar o consumo. Com tanto dinheiro a inundar a praça, o dólar e o euro terão tendência de queda no Brasil, valorizando o real e causando prejuízo às exportações. Na sexta-feira, 23, as cotações na Sadoc<HS2>Câmbio e Turismo eram estas: Dólar a R$ 2,72; Euro a R$ 3,10 (na 4ª feira, o euro valia R$ 3,20). Quer dizer: viajar para o exterior ficará bem mais barato.

Pneus

Ricardo Bonotto, empresário paulista do setor industrial de calçados, esteve recentemente em Camocim, onde conheceu a fábrica de calçados que produz com a marca Democrata. Ele gostou do que viu e agora está interessado em investir no Ceará, mas na instalação de uma usina recicladora de pneus. Tentará contato com Roberto Smith, presidente da Adece, para saber qual cidade do interior pode receber a fábrica.<HS2>

Ah!!

Limoeiro

Agindo para acelerar a instalação do Distrito Industrial de Limoeiro do Norte, o prefeito do município, Paulo Duarte (DEM), encaminhou à Superintendência Estadual do Meio Ambiente ISemace) o EIA-RIMA do empreendimento, que ocupará área de 90 hectares à margem da BR-116, desapropriada há 2 anos.

Oh!!

Quem são?

Bom gestor é aquele que procura a alta produtividade, isto é, produz mais com menos; é quem entende de custos; é quem conhece a área em que atua, dominando-a pela teoria e, principalmente, pela sua prática; é quem lidera pelo seu alto conhecimento. Quantos no time de Camilo Santana têm esse perfil?

"Se tivermos mais falta de água, passarmos do limite prudencial de 10% nos nossos reservatórios, aí teremos problemas graves.”

Eduardo Braga , ministro de Minas e Energia, quinta-feira, 22, ao admitir que poderá haver racionamento de energia elétrica no país

Livre Mercado

Tecnologias há de sobra no mundo para dessalinização da água do mar. Em Israel, mais da metade da água consumida pela população de suas grandes cidades vem de usinas de dessalinização. Os israelenses já reaproveitam a água usada em banheiros, máquinas de lavar e pias de cozinha para a irrigação e outros fins. O Ceará, cujos recursos hídricos estão entrando na zona do perigo por causa da baixa pluviosidade, que se repetirá neste 2015 pelo quarto ano consecutivo, já poderia pedir socorro tecnológico ao governo ou a empresas <TB>de Israel. Seria á uma medida inteligente.

Neste ano, a Pecnordeste será realizada de 16 a 18 de junho. Mesmo com a falta de água no interior, o seu tema já foi escolhido e anunciado: “Sertão Empreendedor”. No Centro de Eventos.
 

Negócios