Egídio Serpa

By | 23/01/2015

Conspiração planetária

Parece que os planetas estão alinhados, neste 2015, para castigar a metade do Brasil e o Ceará inteiro. Para começar, este primeiro trimestre será de recessão – como antecipou o próprio ministro da Fazenda, Joaquim Levy. A economia não anda. E se voltar a andar será na velocidade da tartaruga, pois falta energia elétrica com força suficiente para movimentar os setores de produção, o que é causada pela falta de chuvas em volume que recarregue as represas das hidrelétricas. No Sudeste, já houve um apagão. No Nordeste, se não houver boas chuvas, a seca fará o estrago de sempre. No Ceará o quadro é tão grave – causado pela mesma falta de chuvas – que no lugar da festa entra a fé. Só a intervenção divina poderá desautorizar as previsões da ciência.

Visita

Virá ao Ceará, na primeira semana de fevereiro, Helder Barbalho, ministro da Pesca e Aquicultura. Filho de Jáder Barbalho, o ministro visitará áreas de produção de tilápia no Castanhão e de camarão em Aracati e Acaraú. A de camarão dispensa chuva.

Duplicação

Informa e esclarece a Construtora Maciel: ela vai executar a duplicação da CE-040, nos dois trechos até Fortim, partindo de Beberibe e passando por Paripueira. Aguarda, apenas, "a fonte dos recursos para o início das obras", como diz seu e-mail.

Sonegação

Autoridades da Secretaria da Fazenda do Ceará têm fortes indícios de que o comércio ambulante de roupas que tomou conta do centro de Fortaleza é abastecido em boa parte por industriais confeccionistas sonegadores de impostos.

Em falta

Empresário que fornece papel, sabão e álcool para os hospitais do Governo do Ceará manda dizer, pedindo o anonimato, que o contingenciamento imposto neste início de gestão já está a provocar a falta desses produtos na rede hospitalar.

Menos água na irrigação

Está no Ceará uma das maiores autoridades mundiais em irrigação – o doutor pernambucano Demócrito de Souza Farias, que presta serviços de consultoria a várias empresas e governos da África e da América Latina. A convite do empresário Luiz Girão, dono da Flor da Serra – fazenda que, na Chapada do Apodi, produz 30 mil litros diários de leite – ele estuda, "in loco", a melhor maneira de reduzir em 30% o consumo de água dos 10 pivôs centrais da gleba. Souza Farias já disse que isso é possível. Os produtores de banana, que usam a irrigação por gotejamento, também querem essa consultoria com o mesmo objetivo – baixar o consumo de água.

Atentos

Em correspondência para esta coluna, o presidente da Fiesp, Paulo Skaf (foto), afirma sobre a hipótese de recriação da CPMF: "A indústria não admitirá, na mais remota possibilidade, um novo aumento da carga tributária. Estamos atentos". E finaliza: "Menos imposto e menos burocracia".

Bom

Acessibilidade

Apostilas escolares, cardápios e folders de serviços já podem ser impressos também em braille. A STDS dispõe de gráfica gratuita para isso, exigindo apenas o papel apropriado.

Ruim

Rotatividade

Em 2014, os supermercados de Fortaleza demitiram 8 mil empregados, Informa o Sindicato dos Empregados no Comércio Varejista, que se preocupa com a alta rotatividade nesse setor.

Livre Mercado

Uma russa, naturalizada brasileira, Tatiana Lipovetskaia Palermo, assumiu a Secretaria de Relações Internacionais do Ministério da Agricultura, Pecuária e Abastecimento. Comandada por Kátia Abreu, a cúpula do Mapa tem ainda outra mulher, Mila Jaber, que tomou posse de sua Secretaria Executiva. A ministra é a senadora Kátia Abreu, que é amiga da presidente Dilma Rousseff.

Até ontem, o Palácio da Abolição não havia atendido o pedido de audiência feito pela Federação dos Trabalhadores na Agricultura (Fetraece), cuja direção quer conhecer os planos do Governo do Estado para o enfrentamento da falta de água, que se agrava no sertão cearense.

Negócios