Egídio Serpa

By | 22/01/2015

Siderúrgica: água de onde?

Em outubro deste ano, se não houver pedra litigiosa no meio do caminho, a usina siderúrgica da CSP, no Pecém, iniciará sua operação. Trata-se de um projeto estruturante de US$ 4,8 bilhões. Um dos seus principais insumos é a água. A CSP celebrou um contrato com o governo do Ceará, que lhe garantiu a oferta de água necessária ao pleno funcionamento da usina. Quando outubro chegar, porém, não haverá água no volume necessário à produção do aço. Culpa da seca que pelo 4º ano castiga o Estado. Faltam apenas nove meses, prazo insuficiente para executar o Plano B – a canalização para o Pecém da água que a Estação de Tratamento de Esgotos da Cagece, na Av. Leste-Oeste, joga no mar pelo emissário submarino. Saída: a dessalinização da infinita água marinha.

Cenário

Para quem importa, e o Ceará tem importadores de relevo – o cenário ficou cinzento. Mas para quem exporta, o vento do dólar valorizado ajuda até a abrir novos mercados no mundo.

Mecesa

Vai bem – muito bem – a Metalgráfica Cearense, Mecesa, criação do saudoso Fernando Gurgel. Ela produz embalagens em plástico e aço para gigantes como Ambev, Coca-Cola e Hipercor. E 1 milhão de latinhas de aço/mês para indústria local de sardinha.

Locação

No último dezembro, a empresa Locsul, comandada por Ricard Pereira, recebeu a devolução de 30% dos equipamentos que locara a empresas da construção pesada. "Eis uma prova de que a atividade econômica está definhando", diz Ricard.

Camilo: a escolha de Sofia

Está aberta, no Ceará, a disputa pelo uso da água. De um lado, a população dos centros urbanos e da zona rural, onde o quadro é gravíssimo; do outro, a indústria e a agricultura irrigada, que empregam gente e produzem riqueza. No meio delas, estão os rebanhos bovinos, ovinos e caprinos, o plantel de equinos e muares, as aves, as matilhas de cães e todo o reino animal que, na hierarquia dos recursos hídricos, precedem a economia. O governador Camilo Santana – diante da atual e dura circunstância – terá de fazer a escolha de Sofia. Ele já sofre a pressão natural dos lobbies, mas isto é o ônus do poder. Foi para fazer escolhas difíceis que Camilo se elegeu.

Vazamento

Leitores desta coluna denunciam: as empresas que prestam serviço à Cagece devem ser substituídas pelo seu mau desempenho. A maioria dos consertos de vazamentos de água , na periferia da cidade, é mal feita. O vazamento volta. Na Avenida Osório de Paiva isso é constante, eles afirmam.

Bom

Semi-novos

Empresa de locação de autos de passeio, a Localiza, com sede em Curitiba, ganha mais dinheiro vendendo veículos semi-novos do que os alugando. Na Santos Dumont ela tem ponto de venda.

Ruim

Multadas

Sem que o consumidor solicite, a Casas Bahia e a Magazine Luiza incluiam no preço a chamada "garantia estendida". Isso é venda casada, e por isto foram multadas em R$ 7,2 milhões.

Livre Mercado

Como as farmácias, em alguns casos, vendem mais cosméticos do que medicamentos, serão elas afetadas diretamente pela decisão do Ministério da Fazenda, que aumentou a tributação do PIS/Cofins para produtos importados. Então, reparem no preço de xampus, tintas para o cabelo, cremes para o rosto e as mãos – eles vão subir já, já, se forem importados.

Opinião de 10 entre 10 consultores em assuntos de energia elétrica: só um milagre divino – algo como muita chuva para recarregar as represas do País – salvará o Brasil do racionamento. Mesmo com todas as termelétricas em funcionamento.

Negócios