Vaticano recebe grupo gay católico em audiência

By | 19/02/2015

Cidade do Vaticano. Um grupo de defesa dos direitos de católicos gays, vindo dos Estados Unidos, foi recebido pela primeira vez na audiência do papa Francisco ontem, o que seus membros consideram um sinal de mudança na Igreja Católica.

O grupo, porém, foi anunciado inicialmente como "um grupo de leigos acompanhados por uma irmã". Não foi mencionado por Francisco, mas foi a primeira vez em que eles puderam participar da cerimônia. Até a menção ao grupo como leigos foi saltada pelo mestre de cerimonial que leu a lista de convidados.

A irmã é Jeannine Gramick, co-fundadora do Ministério Novos Rumos, que prega para católicos homossexuais e promove os direitos dos gays na igreja.

Ignorado anteriormente

Ela e o diretor-executivo do grupo, Francis DeBernardo, lideraram uma caravana de 50 católicos homossexuais para a audiência na Praça de S. Pedro.

Em entrevista, disseram que o grupo foi ignorado em visitas anteriores, nos papados de João Paulo II e Bento XVI. Desta vez, um bispo norte-americano e o monsenhor Georg Gaenswein, que cuida dos convites para a audiência, apoiaram o pedido e eles foram recebidos na primeira fila, ao lado de dignitários e grupos católicos.

Quando Francisco passou, eles cantaram "Todos São Bem-Vindos", um hino que simboliza seu desejo por uma igreja mais inclusiva. "O que isto indica é que existem movimentos em nossa igreja para receber pessoas que estão fora", disse Gramick.

Internacional