Vacina experimental é capaz de desenvolver anticorpos do HIV em ratos

By | 19/06/2015

Pesquisas publicadas nesta quinta-feira (18), pelas revistas Cell e Science, relatam que um grupo de cientistas criou uma vacina que pode gerar anticorpos capazes de neutralizar o vírus da imunodeficiência humana (HIV), causador da Aids. O Instituto de Pesquisas Scripps (TSRI) e a Universidade Rockfeller, nos Estados Unidos, desenvolveram os três estudos da vacina experimental.

A proteína  eOD-GT8 60mer, que funciona como imunógeno,  foi usada por uma das equipes e é uma nanopartícula capaz de ativar as células necessárias para a luta contra o HIV. Em outro estudo, a mesma proteína foi utilizada, mas com uma espécie diferente de rato. Já no outro caso, um imunóge diferente foi analisado pelos cientistas e, por sua vez, provocou uma reação de imunidade em coelhos e primatas.

Dificuldades

O principal obstáculo encontrado por cientistas no desenvolvimento de uma vacina para controlar o HIV fica justamente no fato de que o vírus sofre mutações quandro adentra um corpo. As tentativas de fazer vacinas que neutralizem diversas versões do vírus sempre foram fracassadas até hoje.

Porém, o desenvolvimento de anticorpos neutralizantes desenvolvidos por diversos portadores do vírus vem sendo analisado mais de perto pelos cientistas. Mesmo com os anticorpos surgidos nos ratos que receberam a vacina, os cientistas envolvidos no novo estudo ressaltaram que ainda é preciso provar a eficácia em seres humanos.

Internacional