Turistas que fizeram fotos nus em montanha da Malásia são multados e expulsos do país

By | 12/06/2015

Quatro turistas ocidentais que fizeram fotos nus no cume do pico mais alto da Malásia, e foram responsabilizados por alguns locais por um terremoto mortal seis dias depois, foram condenados a três dias de prisão e multados nesta sexta-feira, depois de admitirem um comportamento obsceno. Eles também serão deportados.

Os quatro, dois canadenses, um britânico e um holandês, revoltaram os malaios, alguns dos quais afirmaram que suas ações enfureceram os espíritos da montanha, o Monte Kinabalu, e desencadearam o tremor da sexta-feira passada, que matou 18 pessoas.

Os turistas tiveram a chance de escolher entre uma multa de 1.330 dólares ou três meses de cadeia se não pudessem pagar, informou a agência de notícias estatal Bernama. Eles estavam sob custódia da polícia desde quarta-feira e já tinham servido a pena de três dias de prisão.

Dezoito alpinistas morreram quando o terremoto de magnitude 6,0 abalou a área em torno do Monte Kinabalu. O juiz Dean Wayne Daly levou em consideração a admissão de culpa, mas disse que os atos surpreenderam a nação e causaram revolta pública, segundo a Bernama.

Um grande número de alpinistas locais e estrangeiros vai a Sabah, na parte norte de Bornéu, para escalar os 4.095 metros do Kinabalu, um dos picos mais altos do sul da Ásia.

Ultima Hora