Turismo da Capital deve se beneficiar

By | 26/01/2016

A decisão da Azul de ampliar o número de rotas a partir de Recife também foi vista com otimismo pelo secretário-executivo, em exercício, da Secretaria de Turismo de Fortaleza (Setfor), Erick Vasconcelos. Ele avalia que a escolha da companhia por Pernambuco para ampliar o número de voos fortaleça a vinda do hub da TAM para o Ceará. Ele também acredita que o setor do turismo na Capital se beneficie com a operacionalização dos quatro voos diários entre Recife e Fortaleza.

> Azul opta por Recife; CE segue na disputa por hub da TAM

> Fortaleza torna-se mais atraente, diz especialista

> Área é decretada de utilidade pública

Erick destacou, ainda, que tanto a Secretaria de Turismo de Fortaleza como a do Ceará estão com foco concentrado para a vinda do Centro de Conexões da TAM. "A situação está pendente para que Fortaleza receba o hub da TAM". Outro fator que fortalece a escolha é a operação do voo entre o Aeroporto Internacional Pinto Martins, em Fortaleza, e o Aeroporto Internacional de Miami, na Flórida (Estados Unidos) que inicia em 29 de março.

O secretário analisa que o que vai prevalecer e pesar na balança na decisão da companhia é a localização estratégica do Ceará, o fluxo de turismo de Fortaleza e a estrutura oferecida pela rede hoteleira local. Além, da infraestrutura da cidade e os equipamentos que Fortaleza oferece, como a Beira Mar, que está sendo reformada; a Praia do Futuro, que está sendo requalificada; os bicicletários; e o Centro de Eventos do Ceará somados as belezas naturais do Estado.

Setor turístico

A notícia da Azul ter escolhido o Estado de Pernambuco para sediar seus novos voos na região Nordeste, a partir do próximo mês, soa positiva para o presidente da Associação Brasileira da Indústria de Hotéis Ceará (ABIH-CE), Darlan Teixeira Leite. Ele analisa que com esta decisão as chances do hub da TAM, que possivelmente será definido ainda no primeiro semestre deste ano, vir para o Ceará são ainda maiores. "Vejo como uma negociação estratégica entre a companhia aérea Azul e o Estado de Pernambuco".

O presidente da ABIH-CE ainda vislumbra um incremento no setor do turismo local, já que com as novas operações da azul, a partir de 15 de março, serão quatro voos diários entre as capitais Recife e Fortaleza. "As pessoas podem ficar mais de um dia para conhecerem melhor a cidade e isso favorece o Ceará", afirma Darlan. Ainda não é possível contabilizar o que o Estado deixou de ganhar por não ter recebido os novos voos da Azul. "Somente após o início da operação é possível fazer uma avaliação mais banalizada", diz Darlan.

Melhorias em Fortaleza

O secretário em exercício da Setfor informou que irão investir R$ 14 milhões do saldo do financiamento junto à CAF (Banco de Desenvolvimento da América Latina) em uma nova etapa da obra na Praia do Futuro para criação de cinco bolsões de estacionamento, com 1.100 vagas, e espaço para instalação de unidades da polícia e do corpo de bombeiro, além de mobiliário urbano. As obras devem iniciadas após o carnaval e finalizadas até o final deste ano.

Segundo o secretário, o Mercado dos Peixes, na Beira Mar, deve ficar pronto até o fim de fevereiro, com recursos da própria Prefeitura de Fortaleza já que houve limitação nos recursos oriundos do Ministério do Turismo. Já após o Carnaval, será retomada a terceira etapa das obras da Beira Mar com o aterro hidráulico do espigão da Avenida Rui Barbosa ao espigão da Avenida Desembargador Moreira. Na etapa seguinte será feita a reurbanização

Negócios