Três dos cinco mortos na explosão do navio-plataforma foram identificados

By | 13/02/2015
A plataforma FPSO-ES, fabricada em Singapura, é responsável pela produção no Parque das Conchas. (Foto: Divulgação)

Três dos cinco mortos na explosão ocorrida na quarta feira (11/02) no navio-plataforma Cidade de São Mateus, a 120 km de Vitória, no litoral capixaba, já foram identificados por familiares no Instituto Médico Legal (IML) de Vitória.

O corpo do técnico em segurança do trabalho Wesley de Oliveira Bianchini, de 35 anos, que morava em Nova Friburgo, já saiu do IML rumo a uma empresa funerária. Ele será sepultado neste sábado, 14, de manhã em Nova Friburgo. O técnico em automação Heleno da Silva Castelo, de 31 anos, que era de Duque de Caxias, na Baixada Fluminense, morava em Serra, na Região Metropolitana de Vitória. Segundo a empresa funerária que recolheu o corpo, ele será enterrado também neste sábado de manhã no cemitério Jardim da Paz, em Serra. A informação não foi confirmada pela família.

+ PF instaura inquérito e investiga homicídio após em navio afretado pela Petrobras 

O terceiro corpo já identificado é de um profissional que morava no Rio de Janeiro e estava embarcado no navio-plataforma desde segunda feira. Após reconhecer o corpo, a família não quis falar com a reportagem. Restam no IML dois corpos ainda não reconhecidos por familiares. Um deles é de um indiano e outro, de uma pessoa de Mossoró, no Rio Grande do Norte.

Revista Época Negócios