Times não chegam a acordo e mudança nas regras da F-1 é adiada para 2017

By | 17/02/2015

Após uma reunião da Comissão de F-1 realizada nesta terça-feira (17), em Genebra, na Suíça, ficou definido que um grande pacote com novidades propostas para tornar a categoria mais atrativa só será colocado em prática na temporada de 2017.

As mudanças, que incluíam pneus traseiros mais largos, carros maiores e outras mudanças técnicas, como motores mais potentes, precisavam da aprovação unânime das nove equipes confirmadas no grid neste ano para poderem ser implementadas já a partir do ano que vem.

Mas parte dos times –liderados pela atual campeã, a Mercedes – preferia que as novidades não fossem colocadas em prática já no próximo ano e sim passassem por estudos com fãs e outras partes interessadas antes de serem introduzidas no regulamento.

Na reunião desta terça, as equipes concordaram que era melhor esperar mais e dedicar mais tempo a estudos para ter certeza de que este é o caminho certo a ser seguido pela F-1, que desde a grande revolução em seu regulamento técnico no ano passado vem sofrendo críticas, especialmente pela introdução dos motores V6 turbo no lugar dos V8.

O prazo limite para que o regulamento de 2016 seja alterado acaba no dia 1º de março. Ou seja, após a reunião desta terça, grande modificações só devem mesmo acontecer a partir de 2017 por falta de tempo hábil.

O Mundial deste ano começa em 15 de março, com o GP da Austrália, em Melbourne. Nesta quinta-feira, em Barcelona, começa a segunda de três sessões de treinos da pré-temporada da categoria.

Ultima Hora