Temendo desaceleração, China baixa taxa de juros pela 2ª vez em 4 meses

By | 28/02/2015
Preocupado com o ritmo de crescimento da economia, o governo chinês decidiu baixar pela segunda vez em quatro meses a taxa de juros. O novo corte, de 0,25 ponto percentual, foi divulgado neste sábado (28) pelo banco central chinês. Com isso, a taxa de juros para empréstimos será de 5,35% ao ano a partir do dia 1° de março.
 
No ano passado, a economia chinesa registrou crescimento de 7,4%, o menor em mais de duas décadas. O desempenho ficou abaixo da meta fixada pelo próprio governo, de 7,5%.
 
A perspectiva para 2015 é de nova desaceleração. O governo chinês prevê que expansão ficará entre 6,9% e 7,1% neste ano e risco de deflação, segundo artigo publicado pelo chefe do departamento de pesquisas do banco central chinês, Lu Lei.
 
De acordo com ele, o ritmo de investimentos este ano deve arrefecer diante de problemas no mercado imobiliário e da queda nos investimentos feitos diretamente pelo governo.
 
A meta de crescimento para este ano deve cair para cerca de 7%, de acordo com indicações do governo. O 13º plano quinquenal, que será anunciado em março, deve trazer um "piso" de crescimento de 6,5% para a economia em 2015, segundo o jornal estatal China Securities Journal.
 
Em 2014, dois terços das 31 províncias e megacidades da China, incluindo Xangai, tiveram crescimento abaixo das metas que estabeleceram.

Internacional