Tarifa de táxi no CE pode ter até 15% de aumento

By | 22/01/2016

O Sindicato dos Taxistas do Ceará (Sinditáxi) propôs reajuste de 15% nas tarifas de táxi. A requisição supera bastante os 6,5% acertados na última negociação, em junho do ano passado, quando ficou firmado que haveria novo ajuste no início de todos os anos a partir de 2016. A principal alegação do sindicato da categoria para tamanha mudança é a alta no preço dos combustíveis e a inflação média em Fortaleza no ano de 2015, que ficou na casa de 11,43%, segundo consta no Índice de Preços ao Consumidor Amplo (IPCA), do Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística (IBGE).

"A categoria tem data base para reajuste todo dia 15 de janeiro. Já enviamos formalmente a proposta de 15% para a Empresa de Transporte Urbano de Fortaleza (Etufor) e estamos no aguardo da assinatura do prefeito, na expectativa de uma resposta definitiva com o valor total do que foi requisitado concedido", afirmou Vicente de Paula Oliveira, presidente do Sinditáxi.

"O mínimo que a classe reivindica é um valor superior ao que foi aproximadamente observado da inflação acumulada no último ano em Fortaleza. A esperança neste sentido é a melhor possível, e o que nos passaram é que dentro de até 20 dias a resolução será publicada no Diário Oficial do Município", complementou Vicente de Paula.

d

Prefeitura analisa

Por e-mail, a assessoria de comunicação da Etufor informou que o processo encontra-se em tramitação jurídica, a partir de estudos realizados pelo órgão para calcular o novo valor da tarifa a ser cobrada pela bandeirada nos táxis do Estado, mas não determinou prazos para respostas definitivas, muito menos especificou valores.

Preços

Caso seja aprovado integralmente, a bandeirada registrada no taxímetro, que hoje está a R$ 4,26, iria para 4,89, enquanto a bandeira 1, que hoje está a R$ 2,13, iria para R$ 2,44, e a bandeira 2, hoje a R$ 3,20, passaria para R$ 3,68.

A bandeira 1 é registrada de segunda-feira a sexta-feira, das 6h às 20h, e sábado até as 13h. Já a bandeira 2 opera nos dias úteis a partir das 20h, aos sábados a partir das 13h, e também durante todo o dia nos domingos e nas datas de feriado.

Alta inviabiliza uso

Ivalto Júnior, 23, é estudante de medicina e costuma utilizar o serviço de táxi com frequência, se mostrando satisfeito com as reformas que tem sido feitas pela prefeitura nos últimos anos. "Andar de táxi nunca foi barato, mas era algo que às vezes se tornava vantajoso quando se pretendia um deslocamento com rapidez entre um ponto e outro, especialmente tendo em vista os corredores exclusivos implantados na cidade pela gestão atual".

Com a alta geral de preços e um provável reajuste nas bandeiras dos táxis, porém, Ivalto diz que o cenário talvez mude. "Se aumentar, as coisas vão ficar mais complicadas e talvez uma corrida de táxi não seja a melhor opção. Em alguns casos, será preciso ponderar", finaliza.

Negócios