Suspensão de 70 planos de saúde passa a valer

By | 20/02/2015

Brasília. Desde ontem (19), 70 planos de saúde de 11 operadoras estão suspensos por determinação da Agência Nacional de Saúde Suplementar (ANS). O anúncio foi feito na semana passada, diante de reclamações de usuários sobre questões como descumprimento de prazo de atendimento e negativa indevida de cobertura.

Dessas 11 operadoras, oito já tinham planos em suspensão no ciclo de monitoramento anterior; três não constam na última lista de suspensões e uma tem plano suspenso pela primeira vez. A suspensão, de acordo com a ANS, é preventiva e perdura por três meses. A estimativa é que a medida proteja cerca de 580 mil beneficiários.

Na lista de planos suspensos aparecem as Allianz Saúde S/A (4), a Associação Auxiliadora das Classes Laboriosas (3), a Caixa Seguradora Especializada em Saúde S/A (2), a Coopus (2), a Ecole Serviços Médicos Ltda. (2), a Minas Center Med Ltda. (2), a Plamed Plano de Assistência Médica Ltda. (2), a Salutar Saúde Seguradora S/A (3), a Unimed Paulistana Sociedade Cooperativa de Trabalho Médico (24), a Unimed Cooperativa de Trabalho Médico do Rio de Janeiro (9) e a Viva Planos de Saúde Ltda. (17).

Ao mesmo tempo, a ANS anunciou a reativação de 43 planos de saúde que estavam com a comercialização suspensa, pois houve comprovada melhora no atendimento ao cidadão nos últimos três meses.

Desde o início do programa de monitoramento realizado pela ANS, 1.043 planos de 143 operadoras já tiveram as vendas suspensas e 890 voltaram ao mercado após comprovar melhorias no atendimento.

Negócios