Sobreviventes e familiares fazem ato pelos dois anos da tragédia da Kiss

By | 28/01/2015

Sobreviventes e familiares de vítimas lembraram os dois anos do incêndio na boate Kiss, completados nesta terça-feira (27), com uma vigília em frente ao prédio da casa noturna durante a madrugada e com um protesto na sede do Ministério Público em Santa Maria (RS).

Já na noite de segunda-feira (26), dezenas de pessoas se reuniram em uma praça da cidade gaúcha e fizeram uma caminhada até o local da tragédia. Durante a madrugada, promoveram uma contagem lembrando os 242 mortos, acenderam velas, soltaram balões brancos e cobraram justiça.

A fachada da casa noturna, que permanece praticamente como estava no dia da tragédia, foi coberta com grafites de protesto. No asfalto, os manifestantes também pintaram um coração.

Pela manhã, manifestantes fixaram cruzes e cartazes na frente da regional do Ministério Público gaúcho. As famílias pedem a responsabilização de agentes públicos pelo incêndio e mais agilidade no processo em que quatro pessoas são acusadas pelos homicídios.

No fim da tarde desta terça, a associação de familiares e sobreviventes vai promover um outro ato em um ginásio de Santa Maria, com apresentações musicais e orações. Os organizadores vão realizar ainda "um minuto de barulho" em homenagem aos mortos.

Ultima Hora