Site mostra melhores preços para viajar ao redor do mundo

By | 13/02/2015
Página ajuda a prever gastos em outro país (Foto: Reprodução)

O consultor de marketing digital Fabio Yamahira estava com viagem marcada para Europa em 2013. Só que ele esbarrava em um problema: organizar o planejamento financeiro do passeio. Não sabia quanto dinheiro iria gastar ou mesmo quanto precisava levar para a viagem. Ao procurar o custo de atrações e transporte na internet, as páginas que encontrava estavam quase sempre desatualizadas e era difícil juntar todos os dados. Foi quando o curitibano decidiu se reunir com dois amigos e transformar o desafio em um empreendimento.

Em dezembro do ano passado, ele lançou o site “Quanto Custa Viajar”, que fornece informações detalhadas sobre o custo para passar um dia em mais 100 cidades ao redor do mundo. O projeto viralizou nos últimos dois dias — foi de aproximadamente 700 curtidas no Facebook na terça-feira (10/02), para mais de 8 mil nesta tarde. Os usuários podem escolher entre três perfis: mochileiro, econômico e conforto. Basta informar quanto tempo ficará no destino e a calculadora do site revela o valor que o viajante gastará.

O turista ainda pode conferir preços das principais atrações separadamente, na moeda local e em reais. Diferentemente de outras páginas voltadas a amantes de viagens, o foco é somente o preço, por isso não conta com relatos e avaliações dos lugares. Todos os dados são coletados em blogs e sites turísticos. Leitores também podem enviar contribuições. A ideia dos fundadores é manter a página sempre atualizada. Eles contrataram um grupo de pessoas só para reunir as informações.

Fabio, de 30 anos, abandonou a carreira de consultor para se dedicar somente à startup. Ao lado dele, trabalham o amigo de infância Igor Pucci e a noiva Amanda Santiago, que embarcaram no projeto no início de 2014. Ainda em janeiro daquele ano, iniciaram pesquisas, entrevistas e fizeram protótipos para testar a aceitação do público. Após resultados positivos, decidiram investir no projeto e iniciamos o desenvolvimento em junho. O site foi ao ar no dia 1º de dezembro.

O sucesso repentino impressionou os criadores, que só imaginavam ter o número de seguidores que têm hoje no fim deste ano. “Estamos atingindo acessos que realmente não esperávamos”, disse Fabio em entrevista à Época NEGÓCIOS. “Eu acreditava muito na ferramenta, fizemos testes e tivemos uma aceitação boa. Mas não esperava que as pessoas fossem gostar a ponto de viralizar.”

Mercado
Ainda neste ano, querem lançar um aplicativo que funcione como um gerenciador financeiro e que contribua com a base de dados do próprio site. “Se você vai para Tóquio, por exemplo, usa o aplicativo para controlar suas despesas pessoais e adiciona quanto gastou em alimentação, utilizamos os dados para atualizar o site.”

Hoje o Quanto Custa Viajar não conta com investidores ou marcas externas envolvidas na iniciativa. Os criadores da startup estimam ter feito um investimento de aproximadamente R$ 80 mil, do próprio bolso. “No momento, estamos totalmente focados na experiência do usuário”, afirmou Fabio. “Obviamente estamos testando parcerias com as agências de viagens. Mas, neste ano, queremos investir e aumentar a base [de usuários].”

Revista Época Negócios