Secretário de Turismo do Estado critica atrasos na obra do Aeroporto

By | 10/06/2015

O secretário de Turismo do Estado, Arialdo Pinho, usou sua página no Facebook para saudar o processo de privatização do Aeroporto Internacional Pinto Martins. Ao mesmo tempo, lançou críticas aos atrasos na obra de ampliação do terminal.

Segundo ele, "em 14 de julho de 2011 o governo do Ceará alertava para o atraso do projeto de ampliação do aeroporto Pinto Martins. Prometido para novembro de 2010, passou para fevereiro, abril e junho de 2011. Chegava julho e o projeto, nada. Naquela época a gente tinha conseguido com muita dificuldade ser uma das sedes da Copa de 2014 e lutava para estar na Copa das Confederações. Ao mesmo tempo, tinhamos a obra mais adiantada dos estádios da copa do mundo do Brasil. Todo mundo trabalhava todo dia, com garra, força e vontade. A Infraero, dormia. E continuou dormindo. Veio a Copa e a obra não chegou nem perto de ficar pronta". Acrescentou que "o Ceará não merecia isso. O Ceará não merece isso".

Disse ainda que a partir da solicitação do governador Camilo Santana para presidente Dilma Rousseff veio em boa hora a decisão de privatizar o Aeroporto. "Não que eu prefira privatização. Já vi empresas privadas muito boas e eficientes. Mas também vi muitas que não funcionam a contento, ver o caso da nossa concessionária de energia. Mas ao mesmo tempo sou testemunha de que pode haver eficiência no serviço público", acrescentou.

Segundo Pinho, "no caso do Aeroporto de Fortaleza, entretanto, a coisa é grave. A empresa estatal (Infraero) até que opera bem o terminal, mas não consegue se mover nas obras. E a gente precisa crescer urgentemente. E preciso crescer para poder competir, para ampliar a malha aérea, para conseguir novos vôos e negócios".

Ele conclui dizendo que "a privatização, aparece como a oportunidade de continuar crescendo. O Ceará não só merece um aeroporto maior e mais moderno. O Ceará precisa. Que venha a privatização", finalizou

Negócios