Saldo líquido de emprego formal é negativo em 81 mil

By | 27/02/2015
Carteira de trabalho, emprego, desemprego (Foto: Thinkstock)

O saldo de empregos no Brasil em janeiro foi negativo em 81.474, pior do que o apresentado em janeiro do ano passado, quando ficou positivo em 62.448 pela série ajustada e em 29.595 sem ajuste. O resultado é também o pior para o mês desde 2009, quando o saldo de empregos em janeiro foi de -101.748 pela série sem ajustes.

O saldo líquido de empregos formais no mês frustrou ainda as expectativas do mercado. Um levantamento do AE Projeções trazia uma expectativa de que o número fosse de um resultado negativo de 60 mil postos de trabalho a zero. Com base neste intervalo, que contou com 14 previsões coletadas pelo AE Projeções e envolve os números sem ajuste sazonal, a mediana encontrada foi de eliminação de 27.256 vagas, que representava mais otimismo com relação ao número divulgado há pouco.
 

A série sem ajuste considera apenas o envio de dados pelas empresas dentro do prazo determinado pelo Ministério do Trabalho e Emprego (MTE). Após esse período, há um ajuste da série histórica, quando os empregadores enviam as informações atualizadas para o governo.

Revista Época Negócios