Petrobras conclui que falha na segurança causou explosão em plataforma

By | 12/06/2015
A plataforma FPSO-ES, fabricada em Singapura, é responsável pela produção no Parque das Conchas. (Foto: Divulgação)

A Petrobras concluiu que a explosão ocorrida na plataforma Cidade de São Mateus, no Espírito Santo, que deixou nove mortos, foi motivada por "inobservância do procedimento de segurança". Mas, em comunicado oficial, a empresa destacou que não foi alertada previamente das falhas. Segundo a petroleira, houve "descumprimento de procedimentos operacionais para o bombeio de fluidos (e) a instalação de um equipamento (raquete) em tubulação sem a devida especificação técnica e registro da alteração".

As informações fazem parte de relatório de conclusão do trabalho de análise da causa do acidente, elaborado pela Petrobras. O documento foi encaminhado à Agência Nacional do Petróleo, Gás Natural e Biocombustíveis (ANP), à Polícia Federal e à Polícia Civil. "As conclusões do relatório também estão sendo divulgadas internamente pela Petrobras para a sua força de trabalho atuante na exploração e produção e pelo grupo BW Offshore – responsável pela operação do FPSO (navio-plataforma) Cidade de São Mateus", informou a estatal.

Revista Época Negócios