Mobilidade é debatida por prefeitos

By | 10/06/2015

Nova York. A instalação de um sistema de carros elétricos compartilhados, a redução da dependência do transporte público e a proibição do tráfego de veículos em áreas específicas são as iniciativas públicas que mais chamaram a atenção do prefeito de Fortaleza, Roberto Cláudio, após o Painel Transporte e Mobilidade Urbana, do qual participou, ontem, no Fórum Mundial de Prefeitos, que ocorre em Nova York.

O Centro de Fortaleza, segundo ele, seria uma área para se estudar uma proibição do tráfego de carros, após estudos a serem ainda realizados.

O prefeito apresentou políticas implementadas em Fortaleza como bilhete único, que integra ônibus, vans e bicicletas compartilhadas, os binários viários, e as faixas exclusivas de ônibus e bicicletas, integrantes do Plano de Ações Imediatas em Transporte e Trânsito (Paitt). No painel, também foram apresentadas as experiências de Roma, na Itália, e Pittsburgh, nos EUA.

Segundo Roberto Cláudio, a implantação de carros compartilhados e a redução da dependência do transporte público, com a criação de zonas policentrais com serviços públicos e privados para descentralizar a atividade econômica, fazem parte do planejamento da Cidade até 2040.

Entretanto, o prefeito enfatizou que levará aos técnicos do Paitt a ideia de se pensar no fechamento do tráfego de veículos em zonas específicas, que, em outras cidades, tiveram um resultado positivo, como em Roma.

O Fórum Mundial de Prefeitos é realizado pelo Governo de Cingapura em Parceria com o Banco de Desenvolvimento da América Latina (Caf) e está sendo realizado pela primeira vez em Nova York. Assim, coube ao anfitrião do evento, o prefeito nova-iorquino, Bill de Blasio, abrir o evento ontem.

"Como prefeitos, sabemos que não temos o luxo de parar para debater questões. Os problemas nos batem à porta todas as horas. E por isso, estamos muito felizes de recebermos a todos aqui", declarou. Ele ainda alfinetou os governos federais que, segundo disse, em algumas oportunidades, ‘minimizam’ problemas graves, coisas que os prefeitos não podem fazer.

Após a apresentação, o prefeito de Fortaleza, Roberto Cláudio, destacou o que classificou de "caráter vanguardista" da política de mobilidade da Capital. "Fortaleza está na vanguarda de uma tendência internacional. A discussão gira em torno de como criar cidades que dependam menos de veículos e fiquem mais amigáveis ao uso de bicicletas e ônibus", destacou.

Inácio Aguiar
Editor de fechamento*

* O jornalista viajou a convite da Prefeitura de Fortaleza

Internacional