Mais de 700 mijões são multados pela prefeitura do Rio em desfiles de blocos

By | 15/02/2015
Uma fila de foliões com bermudas abaixadas fazia xixi enquanto, atrás deles, uma equipe da prefeitura do Rio aguardava pacientemente. Quando se davam conta do flagra, os ‘mijões’ faziam uma expressão de desolação. "Eu não vou dar meu documento. Não fiz nada errado, não sou marginal", reclamava um mijão que não quis se identificar.
 
A  operação é realizada pelos funcionários da Comlurb (empresa de limpeza urbana), Seop (Secretaria Municipal de Ordem Pública) e Guarda Municipal. "Os blocos de centro são os piores", diz o subsecretário de Ordem Pública, Marcelo Maywald. Ele espera que este ano haja mais foliões multados do que em 2014, quando a prefeitura começou a multar mijões. "Neste ano estamos mais ágeis. Antes,  você tinha que levar o mijão até uma van. Agora você imprime a notificação na hora", explica.
 
A autuação funciona assim: o agente registra os dados do mijão e imprime numa máquina parecida com as de cartão de crédito uma notificação onde há o número do processo. O mijão multado depois entra no site da prefeitura e segue as instruções para fazer o pagamento.Caso o folião resista, ele pode ser levado para a delegacia.
 
Um dos flagrados foi Robson Sodré, 26. "É uma necessidade fisiológica. Olha só essa fila", justifica, apontando para os banheiros, segundos depois de ser autuado por uma agente da Operação Lixo Zero, da Seop. De fato, havia uma fila naqueles banheiros. Outros, a menos de 200 metros de distância, estavam vazios.
 
"Eu acho constrangedor. Você está lá se divertindo e, de repente, vem um cara e bota o troço para fora do nada. As pessoas trazem crianças. Não acho certo", diz o folião Wesley da Cunha, 25, na saída de um banheiro químico.
 
Nos banheiros femininos, o problema era mais a sujeira lá dentro do que as filas, segundo as folionas. "A prefeitura até que limpa, e tem bastante banheiro, mas as pessoas não têm educação. Fazem xixi fora do vaso, entopem de papel higiênico", diz Débora Vitor, 38.
 
"Eles sempre reclamam que o Brasil é assim, que sempre tem alguém fazendo coisas mais graves e a polícia não vê. Mas esse cara que diz isso está contribuindo para esse Brasil do qual ele tanto reclama", diz um guarda municipal que não quis se identificar.
 
A prefeitura instalou 24.525 banheiros para os 5 milhões de foliões esperados, mais ou menos um para cada 203 pessoas.

Ultima Hora