Mais de 200 migrantes estão desaparecidos em naufrágio no Mediterrâneo

By | 12/02/2015

Mais de 200 migrantes desapareceram no mar, no naufrágio de duas embarcações ao largo da costa da Líbia, de acordo com nove sobreviventes socorridos pela guarda costeira italiana, informaram nesta quarta-feira (11) várias organizações internacionais.

"Nove estão sãos e salvos, após quatro dias no mar. Os 203 restantes foram engolidos pelo mar", afirmou na sua conta na rede social Twitter a porta-voz na Itália do Alto Comissariado da Organização das Nações Unidas para os Refugiados (Acnur) Carlotta Sami, após a chegada dos sobreviventes nesta quarta à Ilha de Lampedusa.

"É uma enorme e horrível tragédia", disse.

Os nove sobreviventes, que falam francês e são provavelmente oriundos da África Ocidental, chegaram esta manhã à ilha italiana.

De acordo com as primeiras informações da Organização Internacional para as Migrações, os migrantes partiram no sábado (7) de uma praia líbia, em duas embarcações, cada uma com mais de 100 pessoas a bordo, que naufragaram provavelmente na segunda-feira (9).

Na mesma área, a guarda costeira italiana socorreu no domingo (8)  uma outra embarcação, proveniente da Líbia e que transportava uma centena de migrantes. Quando os serviços de socorro chegaram, sete já tinham morrido de frio e 22 morreram ao longo do trajeto até Lampedusa.

Internacional