Lucro do BB Seguridade sobe 28% no 4º trimestre de 2014

By | 10/02/2015
Sede do BB, em Brasília:  a disputa opõe o presidente do banco, Aldemir Bendine, e Ricardo Flores, da Previ (Foto: Folhapress)

A BB Seguridade, holding que controla os negócios de seguros do Banco do Brasil, anunciou lucro líquido ajustado, que desconsidera efeitos não recorrentes, de R$ 906,1 milhões no quarto trimestre de 2014, alta de 28,1% em relação ao mesmo período do ano anterior, de R$ 707,359 milhões. A companhia também divulgou resultado de R$ 1,140 bilhão, aumento de 26,2% anta de um ano, de R$ 903,611 milhões. Em 2014, o lucro líquido ajustado da BB Seguridade foi a R$ 3,222 bilhões, montante 43% maior sobre o ano anterior, de R$ 2,260 bilhões. O resultado recorrente, conforme a companhia, ficou em R$ 3,5 bilhões em 2014, crescimento de 40% em relação a 2013.

A diferença entre o resultado ajustado e o recorrente no trimestre e no ano se deveu à reavaliação de provisões no IRB Brasil Re no valor de R$ 38,502 milhões e a reversão de provisões na coligada de previdência, de R$ 195,6 milhões. "Tanto no trimestre como no exercício, o lucro ajustado foi impulsionado pela expansão dos negócios nos segmentos de seguros, previdência e capitalização, e pela evolução do resultado financeiro", destaca a BB Seguridade, em relatório que acompanha suas demonstrações financeiras.
 

No quarto trimestre, o retorno sobre o patrimônio líquido, que a BB Seguridade chama de RSPL, ficou em de 49,8%, 11,4 pontos porcentuais acima do visto em 2013, de 38,4%. De outubro a dezembro, o indicador foi a 66,0% ante 60,9% ao final de setembro e 55,8% em um ano. Das empresas coligadas, as que apresentaram maior taxa de crescimento em termos de lucro líquido em 2014 foram a Brasilcap, de capitalização, e a Brasilprev, que responde pela área de previdência. No período, o resultado cresceu 75,2% e 67,2%, respectivamente e na comparação com 2013.

O lucro líquido do segmento de vida, habitacional e rural apresentou crescimento de 31,3% e na BB Corretora, que distribui produtos de seguridade na rede de agências do Banco do Brasil, de 42,2%. Na outra ponta, o resultado de auto e danos recuou 29,4%. Ao final de dezembro, o patrimônio líquido da BB Seguridade somava R$ 7,923 bilhões, aumento de 14,2% ante um ano, de R$ 6,941 bilhões. Ante o terceiro trimestre, foi vista alta de 9,3%. Os ativos totais foram a R$ 10,4 bilhões, aumento de 18,2% em um ano e de 15,6% ante o trimestre imediatamente anterior.

Revista Época Negócios