Levy reafirma o compromisso de equilíbrio

By | 12/02/2015

Brasília. Em mais uma tentativa de resgatar a confiança do mercado, que já põe em dúvida a capacidade da equipe econômica de fazer o ajuste fiscal, o ministro da Fazenda, Joaquim Levy, reiterou ontem (11), o compromisso de equilibrar as contas públicas e conduzir a política econômica de forma responsável.

Em mensagem divulgada com o Plano Anual de Financiamento (PAF) 2015, Levy citou várias vezes a importância do reequilíbrio fiscal para a economia e para a manutenção das conquistas sociais. "Iniciamos o ano de 2015 confiantes de que o Brasil está preparado para superar os desafios da atual conjuntura econômica. Para tanto, reafirmamos nosso compromisso com a solidez dos fundamentos macroeconômicos do País, tendo a disciplina fiscal e a estabilidade de preços como valores indispensáveis para a sustentação do crescimento e a busca de uma sociedade mais justa e aberta".

Percepção negativa

O resgate da confiança é considerado fundamental por Levy para garantir a retomada do crescimento econômico. Porém, o mercado aumentou a percepção negativa em relação ao País e já temem um rebaixamento da nota de risco. Tudo porque há dúvidas se o governo conseguirá implementar as medidas anunciadas. O Congresso pode derrubar o pacote de medidas, com mudanças no seguro-desemprego e abono salarial. Além disso, os deputados já impuseram uma dura derrota ao governo com a aprovação do orçamento impositivo, que não permite cortar emendas de parlamentares.

Negócios