Lemann, Telles e Sicupira: trio de bilionários da Ambev ganha R$ 3,5 bi em apenas um dia

By | 26/02/2015

A Ambev divulgou hoje (26/02) o seu balanço do quarto trimestre e, apesar de uma queda de 2,2% no lucro líquido, o resultado de R$ 4,659 bilhões parece ter agradado ao mercado. Um indicativo disso é a evolução vista nesta quinta-feira dos patrimônios de três brasileiros: Jorge Paulo Lemann, Marcel Telles e Beto Sicupira. O trio comanda o 3G, fundo de investimento e um dos controladores da AB Inbev, empresa resultante da fusão entre Ambev e a belga Interbrew. Grande parte da fortuna que os brasileiros investem está em ações da cervejaria. As ações da AB Inbev fecharam hoje em alta de 4,85% na Bolsa de Bruxelas – com o papel sendo cotado a 113 euros (cerca de R$ 364,54). 

Só Lemann, segundo a análise em tempo real da Forbes, aumentou sua fortuna em 2,5% hoje, ganhando US$ 666,9 milhões (cerca de R$ 1,9 bilhões). Lemann é o homem mais rico do Brasil e possui uma fortuna estimada em US$ 26,5 bilhões (R$ 76,31 bilhões). Já Marcel Telles, ex-CEO da Ambev e executivo que integra o conselho de administração da cervejaria, ganhou US$ 310,6 milhões (R$ 894 milhões) hoje, aumento na fortuna de 2,3%. Telles é hoje o terceiro brasileiro mais rico, com um patrimônio de US$ 13,7 bilhões (R$ 39,45). Já Carlos Alberto Sicupira, ganhou US$ 255,7 milhões (R$ 736 milhões) – aumento de 2,1%. Sua fortuna é avaliada em US$ 12 bilhões (R$ 34,55).  

Nos últimos meses, muitos jornais e analistas têm especulado que o trio está captando bilhões para uma nova grande aquisição – em um nível 'Burger King' ou 'Heinz. 

 

Revista Época Negócios