Jornal britânico considera Brasil inseguro para a mulher viajar sozinha

By | 24/02/2015

O Brasil foi considerado um dos países mais inseguros para mulheres viajarem sozinhas em lista do jornal britânico "Daily Mail".

Segundo a reportagem, há países nos quais turistas do sexo feminino podem ser expostas a incômodos maiores que assobios e "taxistas agressivos", como "misoginia, assédios e, em casos extremos, perigo".

O Brasil figurou a lista logo após a Índia. Os outros oito países considerados inseguros foram Turquia, Tailândia, Egito, Colômbia, África do Sul, Marrocos, México e Quênia.

Em relação ao Brasil, o jornal justificou sua escolha com dados do próprio Ministério da Saúde que afirmam que o número de estupros entre 2009 e 2012 aumentou em 157%, "devido a cultura machista do país".

O texto cita ainda o caso da turista norte-americana que foi vítima de estupro coletivo em um ônibus no Rio de Janeiro, em 2013. Outros perigos mencionados pela reportagem são violência de gênero, roubos à mão armada, gangues criminosas e polícia abusiva.

Alto número de estupros, assédios, falta de policiamento e roubos armados são alguns dos fatores citados em relação aos outros países da lista.

A reportagem traz algumas precauções que mulheres viajantes podem tomar para evitar perigos, "não faça nada que você não faria em casa", diz o depoimento da blogueira e viajante, Amanda Williams.

Já Julie Kreutzer, cofundadora do International Women’s Travel Center, recomenda honestidade na hora de discutir os riscos de viajar sozinha.

"Há uma grande diferença entre ir para o Brasil ou para a Dinamarca como uma viajante do sexo feminino. Pelo menos vamos ser honestos sobre quais são os perigos", diz ela.

Internacional