Jeb Bush admite “erros feitos no Iraque” durante mandato de seu irmão

By | 19/02/2015

 O ex-governador da Flórida e um dos cotados à presidência dos Estados Unidos pelo partido Republicano, Jeb Bush, afirmou esta quarta-feira que foram cometidos "erros no Iraque" durante a administração de seu irmão, George W. Bush, presidente dos Estados Unidos entre 2001 e 2009.

Discursando em um evento sobre política externa, Bush admitiu que a informação de que o ex-ditador iraquiano, Saddam Hussein, tinha armas químicas, não era verdade, e também que os Estados Unidos não conseguiram criar um ambiente seguro no país após o fim da ditadura de Hussein.

No entanto, ele afirmou que a decisão de seu irmão foi "um dos atos históricos de maior coragem política", e que a operação de derrubada do regime iraquiano foi "enormemente bem sucedida". Bush criticou a política externa do presidente Barack Obama, que classificou de "inconsistente e indecisiva", o que levou o país a perder "a confiança de seus aliados".

Jeb Bush é um dos políticos que mais cotados à assumir a candidatura republicana à casa Branca em 2015. Embora ele tenha se declarado orgulhoso de fazer parte de uma família que "definiu a política externa do país de dentro do salão oval", ele afirmou que tem suas próprias ideias. 

Internacional