Inovação para os próximos 50 anos

By | 24/02/2015

Em 1964, Isaac Asimov (1920-1992) visitou a Feira Mundial de Nova York (EUA). Inspirado pelo que viu, o mestre da ficção científica publicou no jornal The New York Times um artigo em que detalhava as inovações que mudariam o mundo até… 2014. Com diversas dessas previsões fazendo parte de nosso dia a dia, os pesquisadores da GE se puseram a pensar nas inovações que virão nos próximos 50 anos.

E, ao imaginar o mundo em 2064, eles criaram a “Próxima Lista”, detalhando as seis correntes que influenciarão o modo como iremos viver e produzir. São elas:

> Internet Industrial
> Fábricas Extraordinárias
> Supermateriais
> Máquinas Extremas
> Energia em Todo Lugar
> Mentes Mapeadas

Com investimentos de cerca de US$ 5 bilhões por ano em inovação, a GE se dedica a criar máquinas e tecnologias avançadas para construir, transportar, levar energia e ajudar a curar doenças. A “Próxima Lista” é o conjunto de princípios que define as prioridades de pesquisa e desenvolvimento da companhia para as próximas décadas. É pela “Próxima Lista” também que se guiam os mais de 3 mil engenheiros, cientistas e pesquisadores que trabalham nos nove Centros de Pesquisa Global – um deles no Rio de Janeiro.

Uma série de vídeos, produzida em parceria com a Globonews, foi criada para aprofundar os temas. Assista para saber mais:

O que é a Próxima Lista?

O chão de fábrica como o conhecemos está com os dias contados. Ele será transformado pelo advento da Internet Industrial:

Uma nova revolução industrial está em curso. Vêm aí as Fábricas Extraordinárias: 

Leves e incrivelmente fortes as matérias-primas do futuro devem romper limites. Estamos falando de Supermateriais:

Equipamentos criados para operar em ambientes inóspitos. Com as Máquinas Extremas, o inacessível não existe:

O mundo movido a vento, sol (e até lixo). Teremos Energia em Todo Lugar:

Entender o funcionamento do cérebro tão bem quanto o do corpo. Este é o desafio das Mentes Mapeadas:

Entenda como todos esses elementos se conectam:

 

Revista Época Negócios