Inadimplência do consumidor tem a maior alta do ano em maio

By | 15/06/2015

O Indicador de Inadimplência do Consumidor calculado pela Serasa Experian registrou, em maio de 2015, o maior crescimento mensal do ano, com alta de 4,8% em relação ao mês de abril. Em comparação com o mesmo período do ano passado, o indicador cresceu 14,9%. Também houve aumento do indicador em 14,9% nos primeiros cinco meses de 2015, quando comparado a igual período de 2014.

Segundo economistas da Serasa Experian, a elevação das taxas de desemprego, a alta taxa de inflação, prevista pelo Banco Central em 8,79% para este ano, e a elevada taxa de juros que incide sobre as dívidas dos consumidores estão contribuindo para o endividamento da famílias e consequente aumento dos níveis de inadimplência.

Na decomposição do indicador, as dívidas com os bancos foram as principais responsáveis pela alta do índice em maio, com aumento de 5,5% e contribuição de 2,6% por pessoa. Já a inadimplência não bancária –junto aos cartões de crédito, lojas e prestadoras de serviços- apresentou alta de 4,9% e contribuição de 2,3% por pessoa em maio deste ano. Os protestos e os cheques sem fundos, por sua vez, registraram alta de 6,9% e queda de 2,1%, respectivamente.

O Indicador Serasa Experian de Inadimplência do Consumidor reflete o comportamento da inadimplência em âmbito nacional. Considera as variações registradas no número de cheques sem fundos, títulos protestados, dívidas vencidas com bancos e dívidas não bancárias (lojas em geral, cartões de crédito, financeiras, prestadoras de serviços como fornecimento de energia elétrica, água, telefonia etc.) em todo o país.  

Ultima Hora