Hospital no centro do surto de Mers suspende serviços na Coreia do Sul

By | 14/06/2015

Um hospital sul-coreano suspendeu a maioria dos serviços neste domingo depois de ter sido identificado como o epicentro de um surto da Síndrome Respiratória do Oriente Médio (Mers) que matou 15 pessoas desde que começou no país há quase quatro semanas.

A Organização Mundial da Saúde (OMS) pediu uma reunião de emergência na terça-feira sobre o "mais complexo" surto de Mers na Coreia do Sul, o maior fora da Arábia Saudita, onde a doença foi identificada pela primeira vez em humanos em 2012.

A Mers foi diagnosticada na Coreia do Sul em 20 de maio num empresário que voltou de uma viagem ao Oriente Médio. O vírus se espalhou pelos hospitais e causou temores de uma repetição do surto da Síndrome Respiratória Aguda Severa (Sars), que começou na China e matou cerca de 800 pessoas no mundo.

O Ministério da Saúde da Coreia do Sul anunciou mais sete casos neste domingo, elevando o total para 145. A doença matou a 15ª vítima, disse uma autoridade municipal de Busan.

O Centro Médico Samsung, importante hospital na capital, afirmou que está suspendendo cirurgias que não são urgentes e que não admitirá novos pacientes para manter o foco no controle da Mers, depois que mais de 70 casos tiveram alguma ligação com o local.

Internacional