Hipertensão e álcool levam centenas aos postos de saúde do Sambódromo

By | 16/02/2015

Balanço divulgado pela Secretaria Municipal de Saúde indica que no segundo dia de desfiles, na Rua Marquês de Sapucaí, por ocasião da apresentação das escolas de samba da Série A, 316 pessoas foram atendidas por médicos dos nove postos de Saúde instalados no Sambódromo e no Terreirão do Samba.

Do total, 12 pacientes tiveram que ser transferidos para unidades de urgência e emergência da rede municipal. As principais causas de atendimento foram mal-estar geral, crises hipertensivas, traumas ortopédicos e intoxicação alcoólica.

O posto com maior demanda foi o do Setor 7, com 56 pacientes atendidos, mas nenhuma remoção foi feita. Nos dois primeiros dias de desfiles, na Passarela do Samba, 565 pessoas foram atendidas e 18 transferidas para unidades de urgência e emergência da prefeitura do Rio, a maioria por hipertensão e excesso de consumo de bebida alcoólica.

Ultima Hora